Hoje em dia, a prática que consiste em trocar #fotos #sensuais através de dispositivos móveis como celulares, tablets e smatphones, virou uma mania mundial. As imagens, geralmente, são trocadas entre casais de amantes que, como de costume, estão nelas, totalmente nus, por isso, o nome ‘nude’ foi dado a esse tipo de fotografia.

Embora seja uma prática considerada romântica, enviar #nudes pode ser muito perigoso, uma vez que essas imagens, pela internet, podem cair em mãos erradas e vazar, ficando assim expostas para pessoas do mundo todo verem. Uma situação que tem sido muito recorrente, não só no Brasil e que vem estragando muitas vidas.

Publicidade
Publicidade

Se por um lado, a prática de enviar fotos sensuais pode trazer danos para a vida de uma pessoa, por outro, segundo o que descobriram alguns pesquisadores, ela pode ser muito benéfica para a vida de um casal. Entenda o porquê:

A pesquisa

Uma análise cientifica foi feita online por alguns pesquisadores da Drexel University’s Women’s Health Psychology Lab, onde foram explorados os supostos benefícios do ‘sexting’ – termo que define a prática de envio de materiais sensuais pela internet, em especial pelos dispositivos móveis.

Durante todo o estudo, foram utilizadas fotos que continham nudes de pessoas como as imagens onde elas estavam sem roupas, em roupas íntimas, em poses sexualmente sugestivas ou que continham imagens de sexo explícito. E para que eles conseguissem chegar a um resultado, foram pesquisadas 870 pessoas adultas dos Estados Unidos, com idades entre 18 e 82 anos.

Publicidade

A resposta

Como conclusão, os pesquisadores conseguiram descobrir que entre os casais que praticavam o envio de nudes com maior frequência, o grau de satisfação deles em relação à união que mantinham era muito elevado. 88% dos voluntários afirmam já terem enviado esse tipo de foto sensual em pelo menos uma vez em sua vida e 82%, afirmaram terem feito isso no último ano.

Para as pessoas que mantinham um relacionamento mais sério, foi perguntado se a prática interferia de alguma forma na satisfação do casal. A resposta foi que não havia relação entre uma coisa e a outra. Porém, para as outras, com relações mais casuais ou menos duradouras, a confirmação foi que, quanto mais nudes trocados, mais felizes eles eram.

Ainda foi descoberto que, na prática, quem mais se satisfaz é o homem.

Para a psicóloga da Universidade, Emily C. Stasko, a prática do ‘sexting’, ainda é muito arriscada, porém, o objetivo da pesquisa era o de colocá-la em uma nova perspectiva, sendo assim, um tipo de comportamento que pode ser considerado também positivo para relacionamentos entre adultos de um modo geral.