Os sonhos permitem observar um pouco do conteúdo inconsciente da mente e, por isso, são úteis sinais do que se passa na cabeça de uma pessoa. Uma classe em especial de sonhos, os sonhos eróticos, pode encher uma pessoa de culpa e aflição. É preciso lembrar, no entanto, que sonhos não são realidade e que não é possível controlar o que se passa no mundo onírico de que eles são parte. Sonhos eróticos são uma ocorrência relativamente comum ou pelo menos normal - e são até benéficos, servindo como uma válvula de escape para a libido. Algo que preocupa especialmente as pessoas, porém, é ter um #sonho erótico com um conhecido, um vizinho, um amigo ou um colega de trabalho, por exemplo, especialmente se elas ou o conhecido (ou, pior, ambos) estão em uma relação com outras pessoas.

É preciso, contudo, ter em mente que nem sempre um sonho de caráter sexual com uma pessoa é a revelação de desejo reprimido por ela. Há ocasiões em que o sonho é apenas uma reação a alguém que ocupa um lugar de destaque na vida de quem sonhou. Outra explicação não sexual é que o indivíduo pode simplesmente ter sido usado pela mente da pessoa que teve o sonho para representar uma faceta de sua própria personalidade, talvez um aspecto da personalidade que precise de mais atenção. Nesse caso, o sexo é um elemento apenas simbólico e, como disse Freud, tentando rebater as insinuações de que seu gosto por charutos, objetos fálicos, queria dizer alguma coisa sobre ele, "às vezes, um charuto é apenas um charuto".

Claro, às vezes, sonhar com sexo quer, sim, dizer algo sobre sexo. É possível, embora, como explicado acima, não obrigatório. Cabe a quem teve o sonho pensar bem, analisar seus sentimentos e pensar se existe alguma possibilidade de o sonho ter revelado um desejo ou pelo menos uma curiosidade sexual com relação ao conhecido. Se houver, a pessoa terá que refletir sobre como proceder de modo a evitar – tanto quanto possível ferir a si mesmo aos que estão a sua volta (o parceiro, se houver, o conhecido, o parceiro do conhecido, se houver, etc.).