Os tabus que envolvem a atividade sexual prejudicam um bocado o esforço de se informar sobre ela. Criar obstáculos na obtenção de informações sobre o sexo acaba funcionando contra os indivíduos e a própria sociedade, que paga o preço na forma de gestações não-planejadas, traumas psicológicos e a proliferação de doenças sexualmente transmissíveis. A seguir, estão listados alguns aspectos do #sexo sobre os quais as pessoas sabem relativamente pouco e dados sobre eles:.

Publicidade

Publicidade

1 – Vaginas

Segundo a psicóloga e sexóloga Laura Müler, o canal vaginal sobra de profundidade quando a mulher está excitada (passando de uma média de 8 cm para 16 cm). Processo parecido acontece com o diâmetro do canal - as paredes, que se encontram "coladas" quando a mulher não está excitada, sofrem uma separação de 2 cm quando ela se excita.

2 - Pílula do dia seguinte

Embora algumas mulheres ingiram a chamada pílula do dia seguinte frequentemente, esse uso é equivocado O uso frequente não só contribui para a diminuição de sua eficácia, aumentando o risco de uma gravidez não-desejada, como também faz mal à saúde da mulher, devido à alta dose de hormônio ingerida sem necessidade pelo corpo.

3 - Distinção entre os tipos de orgasmo

De acordo com a sexóloga Laura Müler, já mencionada acima, a diferenciação entre o orgasmo vaginal e clitoriano é obsoleta. O orgasmo é uma coisa só, o que muda é a sensibilidade da mulher - umas são mais sensíveis a toques no clitóris, outras a toques no interior da vagina.

4 - Gasto calórico

Meia hora de sexo faz com que os homens percam aproximadamente 120 calorias - o gasto enérgico correspondente para as mulheres é um pouco menor, 90 calorias.

Publicidade

Embora não substitua as outras atividades físicas, uma vida sexual ativa pode, sim, dar sua contribuição à perda de peso, tanto do homem quanto da mulher.

5 - Mais de um clímax por relação

Algumas mulheres podem chegar ao clímax várias vezes ao longo do ato sexual em vez de - como é mais comum - apenas uma vez no final da relação. Essa condição, estima-se, abrange um décimo das mulheres.