O #Japão é um país com cerca de 128 milhões de habitantes em um território com cerca de 377.962 km² (o Brasil possui 206 milhões de habitantes, porém seu território possui cerca de 8.516.000 km², ou seja, o Japão possui mais da metade dos habitantes do Brasil, porém, seu território equivale a menos de 5% do território brasileiro). O Japão também é constituído por mais de 6 mil ilhas, porém, apenas 4 delas já formam 97% de todo o território do país.

O Japão também é conhecido como um país cheio de peculiaridades e, muitas vezes, cheio de coisas bizarras. Por isso, segue abaixo uma lista com 5 coisas bizarras que acontecem no Japão.

Publicidade
Publicidade

1. Ilha fantasma. O Japão possui uma ilha fantasma. Essa ilha era usada como usina de carvão entre os anos 1887 e 1974. Com a mudança do carvão para o petróleo, a usina foi desativada e a ilha abandonada. Em 2009, parte dela foi aberta para visitação.

2. Roleta russa para crianças. Existia um brinquedo muito popular entre as crianças do Japão. Era uma arma que tinha que ser apontada para cabeça e, em seguida, puxar o gatilho, se a arma não disparasse, o jogador marcava pontos em sua cartela. Esse brinquedo nunca foi produzido ou exportado para outros países.

3. Hotéis em capsula. Devido ao enorme número de pessoas que residem no Japão, um empreendedor resolveu fazer um hotel de cápsulas. A cápsula nada mais é do que uma espécie de cone, suficientemente grande para uma pessoa poder dormir com tranquilidade.

Publicidade

Em um pequeno espaço, várias dessas cápsulas podem ser instaladas lado a lado e, até mesmo, empilhadas. Não é algo muito confortável, pois eles possuem apenas uma TV e o único banheiro disponível é compartilhado por todos. Mas é uma solução barata para pessoas que vão para a cidade a negócios por exemplo. A cápsula custa em média de 15 a 30 dólares por noite.

4. Proibido dar gorjeta. No Japão, dar gorjeta é considerado má educação. Eles acreditam que um bom serviço já possui todos os valores inclusos, eles também consideram a gorjeta como uma forma de ofensa, pois para eles isso seria como dizer que o funcionário não consegue se sustentar apenas com o salário que ganha. Existem alguns lugares que se o turista deixa gorjeta na mesa, os funcionários vão atrás para devolver o dinheiro.

5. Quarto do banimento. No Japão, se o funcionário não está abaixo da produtividade esperada, ele é enviado para o quarto do banimento, lá ele faz coisas que não são produtivas. O objetivo dessa tática é fazer com que o funcionário peça demissão, pois em muitas empresas os funcionários recebem por produtividade. Assim com o funcionário pedindo demissão, a empresa não precisa pagar os benefícios do funcionário.

6. Atendentes que atendem os clientes de pernas aberta. Essa é uma ideia de um restaurante, strangest japanese fast food restaurant de Kyoto, para atrair a clientela.