É perfeitamente possível engravidar logo na primeira relação sexual, como muitos casais descobriram ao serem surpreendidos por gestações não-planejadas, mas é também possível que anos e anos de relações sexuais não resultem em gravidez nenhuma, como sabem bem tantos casais ansiosos por um filho.

Problemas de fertilidade podem ser responsáveis pela demora em conceber uma criança. Depois um ano de relações e a gravidez não veio, o melhor seria buscar ajuda médica, para que um diagnóstico adequado da situação possa ser feito. Se houver algum problema de fertilidade envolvido, algumas boas técnicas reprodutivas podem ser usadas para aumentar as chances da mulher de engravidar.

Publicidade
Publicidade

Entre essas técnicas, destacam-se as seguintes seis:

1 - Indução da ovulação

Nesse tipo de técnica, a mulher lança mão do consumo de hormônios que estimulam a ovulação. Desse modo, aumenta as chances de fecundação do óvulo por um espermatozoide de seu parceiro sexual.

2 - Relação íntima programada

A relação íntima programada, como o nome sugere, baseia-se no planejamento do ato sexual do casal que quer gerar uma criança. Este é agendada para o dia em que a mulher estiver ovulando, o que aumenta as chances de que ela fique grávida. O dia certo pode ser descoberto através do acompanhamento dos ovários através de exames de ultrassom. Há também exames – que podem ser comprados em farmácias – que permitem descobrir se a mulher já está ovulando.

3 - Inseminação artificial

A mulher recebe em seu útero os gametas masculinos do parceiro dela - facilitando o trabalho de fecundação.

Publicidade

O uso de hormônios pela mulher – com o objetivo de estimular sua ovulação – é frequente nesse método e o dia em que a inseminação feita geralmente é aquela em que a mulher estiver ovulando.

4 – Método de fertilização in vitro

Nessa técnica, a fecundação ocorre fora do corpo feminino, em laboratório. Logo após de formados os embriões, eles são transferidos para o corpo da mulher – é lá que a gestação continua. O uso de múltiplos embriões explica o fato de ser comum o nascimento de gêmeos em gestações produzidas por esse método.

5 - Doação de óvulos

A doação de óvulos é especialmente recomendada no caso de mulheres incapazes de ovular. Depois que o embrião estiver totalmente formado, será transferido para o útero da mulher que receberá a doação. O bebê formado pelo resultado desta gestação herdará material da mãe biológica, ou seja, a mãe doadora, não da mulher que o carregará no ventre. Esta, por sua vez, precisará consumir hormônios necessários para que seu organismo possa desenvolver as funções essenciais para que a gestação seja bem-sucedida.

6 - Doação de espermatozoides

Método usado para suprir a deficiência na produção de gametas masculinos. Nesse caso, o bebê consequente vai herdar o material genético do doador. #sexo #coisas #Maternidade