Embora a maior parte das pessoas pense que os homens traem mais seus cônjuges do que a recíproca, isso pode não ser (mais) verdade. A organização britânica Relate conduziu uma pesquisa na qual 34% por cento das voluntárias e 32% dos voluntários admitiram já ter traído. Assim, impõe-se a questão de explicar as traições femininas. Na verdade, vários motivos podem ser apontados. Entre eles, destacam-se estes seis:

1 - Vingança

Por mais que as pessoas elogiem a ideia de oferecer a outra face e digam que a vingança nunca é plena, pagar na mesma moeda, praticando o velho "olho por olho, dente por dente", é comum. Uma #Mulher traída pode resolver igualar o placar traindo o cônjuge traidor.

Publicidade
Publicidade

A psicóloga Pam Spurr crê que há mulheres que recorrem à #traição para que não precisem se enxergar como vítimas. Além disso, como a traição masculina é considerada mais comum, a traição da mulher pode ser mais humilhante para o homem do que a dele foi para ela.

2 - Baixa autoestima

A baixa autoestima, causada talvez por uma traição do cônjuge, talvez por expectativas não correspondidas na carreira, na vida social ou no próprio #Casamento, pode levar uma mulher à traição. A relação extraconjugal pode funcionar como uma fuga dos problemas que a mulher sente a sua volta, uma válvula de escape para suas tensões.

No caso das mulheres que foram traídas, especialmente, ter outro homem a dizer-lhes o quanto são especiais pode fazer com que sintam melhor, mais atraentes e mais felizes.

3 - Busca por experiências

Algumas mulheres, especialmente aquelas que só tiveram um parceiro sexual na vida, podem pensar que perderam algo importante em suas vidas por não terem tido mais experiências.

Publicidade

Não é impossível que resolvam sair "em busca do tempo perdido", para usar o título do clássico literário de Proust.

4 - Desejo de salvar um casamento prejudicado pela falta de sexo satisfatório

Uma pesquisa feita pelo site Ashley Madison, dedicado a facilitar casos extraconjugais, indica que muitas mulheres traem seus maridos com o objetivo de preservar o casamento. Nesse caso, elas estão insatisfeitas com a vida sexual do casal, mas não querem que o casamento acabe. Por isso, buscam sexo fora do matrimônio.

5 - Problemas no casamento

Discussões, brigas e decepções graves ou constantes podem levar uma mulher a tentar criar uma vida que lhe pareça melhor fora do relacionamento conjugal. Além disso, segundo Mira Kirshenbaum, especialista em relacionamentos, a própria existência de um relacionamento extraconjugal dá à mulher a esperança de que o casamento insatisfatório vá acabar, seja por ela conseguir reunir coragem de assumir o novo caso seja devido ao relacionamento extraconjugal ser descoberto pelo marido.

6 - Busca por aventura

A construção de um relacionamento proibido pode ter grande poder de atração sobre as mulheres com espírito aventureiro, que podem querer experimentar sensações diferentes daquelas proporcionadas por seu papel afetivo tradicional de esposas e mães.