Sabemos que #Casamento é uma arte. Exige compromisso, paciência, muito diálogo e altruísmo. Sim! Temos que prestar atenção às necessidades do outro. Qualquer pessoa que exige demais e não se preocupa em se doar, que não cede, acaba por perder o que, por vezes, fica quase impossível reconquistar.

São muitos os especialistas que trabalham com relacionamentos e muito mais numerosos os casos que terminam em divórcio. Onde um dia o #Amor nasceu, o ódio criou espaço. Veja o que pode estar atrapalhando o amor em seu casamento e dando espaço a sentimentos negativos.

1. Excesso de reclamações

Há pessoas que são especialistas na arte de reclamar e qualquer detalhe é motivo para o início das “sabatinas” das reclamações diárias.

Publicidade
Publicidade

O excesso de reclamação leva ao estresse. Sabe aqueles casos onde um ou outro não tem ânimo para voltar para casa mesmo depois de um longo dia? Pode crer que o excesso de reclamações tem algo a ver com isso. Policie-se! Agradeça!

2. Desvalorizar a opinião do outro

Existem pessoas que valorizam o que o amigo ou vizinho dizem, o que qualquer pessoa diz, mas desvalorizam prontamente o que o parceiro fala. Por vezes, o problema está presente e é apresentada uma solução pelo companheiro. Não importa o quanto você acredite, num primeiro momento que essa não é a solução correta: escute! Você vai se surpreender e ver que, muitas vezes, há mais de uma solução para o mesmo problema e ainda de quebra vai fazer com que seu parceiro se sinta valorizado. Querer ter razão o tempo todo é sinal de imaturidade e leva ao desgaste.

Publicidade

3. Divisão de tarefas

Esse é um problema comum, em especial nos dias de hoje, onde as mulheres ganham mais autonomia. Dividir tarefas é algo importante porque ambos devem ser capazes de dividir responsabilidades, além de prazeres para que um ou outro não fique sobrecarregado.

4. Discussões sem fim

As discussões vão surgir em qualquer casamento, portanto, é importante ouvir o outro. O diálogo é a chave de qualquer discussão de respeito. Pode haver diferenças e deve se chegar a um ponto comum, mas gritar, não trazer soluções para o problema e dizer coisas para ferir o parceiro está longe de ser a solução, não é? O resultado disso é a recorrência das mesmas discussões, que fatalmente levam ao final da relação.

5. Tentar mudar o outro

É comum vermos pessoas reclamando do parceiro; da mesma forma, é comum encontrar pessoas que pensam que com o tempo vão poder mudar determinados comportamentos do parceiro. É bem verdade que qualquer pessoa pode (e deve) melhorar, entretanto, há diferenças entre defeitos e traços de personalidade.

Publicidade

É necessário um ajuste para que ambos vivam bem ou, na verdade, você queria que ele ou ela fossem como outra pessoa? Essa é uma atitude equivocada e muito egoísta.

6. Criar expectativas

Se fosse apenas criar expectativas dentro de um ambiente possível não seria problema. O problema surge quando as expectativas criadas são irreais em relação ao casamento e culminam sempre na frustração e nas decepções que podam e, por fim, terminam com a magia e a beleza do casamento. A vida, aos poucos, vai se tornando insuportável para ambos. Tenham em mente que o parceiro, assim como você, tem limitações que, por vezes, são intransponíveis.

7. Comparações

Se a grama do vizinho é mais bonita é porque não é você que vem podando e regando. Cada relacionamento tem sua beleza e seus problemas e são muito diferentes um do outro, porque são formadas por pessoas únicas. Comparar seu casamento com o de um famoso ou de amigos e familiares não vai solucionar nada. Não vai fazer com que seu parceiro entenda o que quer. O resultado disso vai ser o desrespeito à individualidade do outro e a desvalorização de quem divide a vida com você. Estabeleça em conjunto uma dinâmica que funcione para o seu casamento e seja feliz com ele. #Relacionamentos