Tomar um pé na bunda, ou o famoso 'fora', não é algo agradável para ninguém. Afinal, ninguém quer ser rejeitado.

Mas, embora isso possa ser ruim, é, muitas vezes, inevitável.

Mesmo que o relacionamento comece às mil maravilhas, não tem como saber se ele durará para sempre, ou se, de repente, a outra pessoa irá pôr um fim na relação.

Lidar com a dor é algo complicado, e varia de pessoa para pessoa. Muitas aceitam que, por terminar, foi o melhor a acontecer, já outros, não sabem lidar com a situação, que parece não ter mais fim e mergulhar em uma tristeza profunda.

Somente quem passou por isso, consegue entender algumas coisas e se você já tomou 'um pé na bunda', se identificou com algumas delas.

Publicidade
Publicidade

Confira:

1) Pensar que o mundo chegou ao fim: obviamente que ele não chegou ainda, mas, por viver esse momento triste, a pessoa acaba perdendo a esperança. Principalmente quando um dos lados ainda gosta muito, e não está esperando.

2) Procurar os porquês da rejeição: quem passou por isso, fica pensando onde foi que errou.Tenta achar defeitos em si mesmo, que justifiquem o abandono do outro.

3) Perda da autoestima: ser abandonado pode causar uma sensação de vazio, e isso tende a deixar a pessoa com a autoestima baixa. Entender por que o outro não quer mais o relacionamento é algo que irá fazer com que a pessoa se sinta cada vez mais para baixo.

4) Lembrar do relacionamento por um tempo: principalmente quando o relacionamento teve uma duração onde a convivência já eram comum. Perder isso, pode fazer com que a pessoa tenha durante dias momentos de tristezas e solidão.

Publicidade

5) Medo de se relacionar novamente: na verdade, o medo é de ser abandonado novamente. A pessoa tende a ficar com um pé atrás, quando conhece alguém que se interessa por ela.

6) Ouvir músicas tristes: a tendência é ficar o dia todo ouvindo músicas tristes, e recordando os momentos que viveu com o ex. O que não é nada bom para o esquecimento.

7) Cair em qualquer braço: muitas pessoas acham que, o melhor remédio para curar a ausência do outro é cair nos braços de outra pessoa. Mas isso, muitas vezes, pode fazer com que a pessoa se sinta pior ainda.

8) Entender que quando dois não querem, dois nao brigam: depois de muito sofrer, a pessoa passa a se conformar e a entender que, se o outro não quer mais, não tem por que viver na sofrência, e assim começa a esquecer o que passou e seguir em frente.

Se você já passou por essa situação, vai concordar que essas coisas citadas acima, acontecem. Não é verdade?

Deixe sua opinião! #Relacionamentos #Curiosidades #Comportamento