Uma vida sexual saudável pode ser fonte de diversos benefícios, entre os quais se podem contar um melhor relacionamento com o parceiro, relaxamento e um melhor humor. Além dessas vantagens nada desprezíveis, pesquisadores têm descoberto que o #sexo pode ajudar a prevenir ou curar certas #Doenças e condições, por estranha que a ideia possa parecer. Pois é, se antigamente se dizia que "vinil é cultura", talvez se possa, com um pouco de boa vontade, dizer também que sexo é saúde.

Evidentemente, não se está aqui a propor usar sexo como remédio ou vacina, mas, para quem estiver curioso, entre os problemas de saúde com os quais o sexo pode dar uma mãozinha ao organismo, estão estes sete:

1 - Dor de cabeça

Segundo estudo publicado recentemente, o sexo promove a liberação pelo cérebro de oxitocina, substância apelidada de hormônio do amor.

Publicidade
Publicidade

Além disso, o sexo promove produção de endorfinas, um grupo de substâncias que ajudam no relaxamento do corpo e da mente, ajudando a combater adores de cabeça. Não deixa de ser interessante que a famosa desculpa para não fazer sexo talvez possa ser curada ou aliviada... com sexo.

2 - Baixa autoestima

A baixa autoestima não é uma doença, mas pode ter graves consequências para as pessoas, levando-as à depressão. Felizmente, a prática sexual pode ajudar a levantar a autoestima.

3 - Insônia

Uma vida sexual ativa ajuda combater a insônia porque o efeito relaxante do gozo sexual funciona como uma válvula de segurança que libera tensões acumuladas e promove sono depois do ato sexual.

4 - Incontinência urinária

A prática sexual estimula a pélvis, o que ajuda a prevenir a incontinência urinária, condição na qual a pessoa não consegue reter a urina.

Publicidade

5 - Gripe

O sexo pode ter um efeito preventivo em relação às gripes. Isso acontece porque ele promove um aumento na produção dos anticorpos que combatem esse tipo de infecção viral.

6 - Problemas de pele

Uma vida sexual ativa também ajuda a beleza da pele, o maior órgão do corpo humano, porque promove a liberação de toxinas, agindo como um tratamento de desintoxicação.

7 - Câncer de próstata

A prática frequente do sexo pode ajudar a reduzir os riscos desenvolvimento de câncer de próstata porque a ejaculação elimina do corpo toxinas que, de outro modo, acumular-se-iam no órgão levando talvez ao desenvolvimento de tumores.

8 - Câncer de mama

No caso das mulheres, o sexo, por propiciar a liberação do hormônio oxitocina, já mencionado anteriormente, ajuda a prevenir o câncer de mama.