A internet [VIDEO]é mesmo um mundão vasto e louco. Nas esquinas digitais encontra-se de tudo. E vende-se de tudo também. Que tem maluco querendo ganhar uma trocados com as bugigangas mais inacreditáveis, a gente sabe que existe. Mas, será que alguém compra?

Publicidade

Bom, se estão na vitrine virtual, é porque deve ter gente que se interesse. Afinal, há gosto para tudo nessa vida.

Nós separamos alguns exemplos para o leitor entender melhor do que estamos falando.

Que tal um fogão quatro bocas, prontinho para usar? O detalhe é a conservação do produto.

Publicidade

E a limpeza? Nem se fala! Na descrição a proprietária parece falar sério. Cobra R$ 400,00 pelo eletrodoméstico, da marca Consul e ainda entrega na casa do comprador. O motivo para a vendedora se desfazer dessa fofura de utensílio é porque está de mudança. É pegar ou largar.

Outro produto estranho no anúncio de produtos é uma boneca inflável. Tudo bem, a internet vende de tudo, inclusive artigos eróticos. Mas será que existe gente que compra mesmo um brinquedinho sexual [VIDEO] usado?.

Publicidade

O vendedor da boneca, chamada Letícia, é sentimental e parece estar um tiquinho desconfortável em ter que vender seu consolo de plástico por um precinho camarada de R$ 200,00. “O valor é simbólico, até porque o valor mesmo é inestimável” em função da grande “afinidade” nutrida pelo produto, diz a descrição. O sujeito ainda exalta mais diferenciais para o produto, jurando que a boneca está bem limpa e que foi pouco usada.

Para se desfazer de Letícia, o vendedor justificou um motivo forte e plausível: agora encontrou um bem de carne e osso mesmo. Sorte dele, né gente?

Acha que acabou? Que tal um Chevette antigão por um preço que compra até mesmo um corolla? Será que o dono quer mesmo vender o carro? Você compraria um veículo que precisa de uma ripa de madeira como apoio para que o porta malas fique aberto? Você gastaria absurdos R$ 40 mil num modelo do tempo de nossos avós?

Esses são alguns exemplos de anúncios que mais parecem ser brincadeira de mau gosto, mas que estão por aí. Pelo menos ninguém pode acusar os vendedores de mentirem né? São até verdadeiros demais...

Perigo mesmo é você comprar um artigo com uma foto maravilhosa e receber em casa algo bem diferente do que visualizou no anúncio. O que não falta por aí é charlatão dando uma de esperto. Por isso cheque referências da pessoa que está vendendo, faça perguntas e se certifique de todas as informações do que está comprando para não se arrepender depois. #Curiosidade #Curiosidades