O chupa-cabras é uma criatura mítica, cuja origem tem início em 1995, quando é visto pela primeira vez em Puerto Rico. Desde então, relatos do monstrengo são frequentes em países de todo o mundo, inclusive no Brasil.

Apesar dos profissionais da Criptozoologia - área dedicada ao estudo de animais lendários, mitológicos e até mesmo extintos - não confirmarem a realidade da suposta entidade, estudiosos do site mais popular sobre o assunto nos Estados Unidos (Cryptozoology News), estão intrigados com fotografias de um alegado chupa-cabras, descoberto no deserto do Arizona.

Christopher J. Kubash, 31 anos, autor das imagens, fala aos investigadores ter encontrado o corpo no interior de uma caverna, em 24 de fevereiro.

Publicidade
Publicidade

Conta que naquele dia explorava as trilhas do deserto quando observou casas antiquíssimas construídas em cavernas naturais.

Curioso para conhecer o interior das moradas, Kubash revela explorar todos os ambientes, até encontrar um pequeno quarto isolado de todo o resto.

Ao iluminar o cômodo com a lanterna, destaca observar “algo deitado no canto”. Segundo ele, era a carcaça “quase perfeitamente mumificada” de um animal desconhecido – o famigerado chupa-cabras.

Conforme Kubash, o ar na caverna era asfixiante. Devido a dificuldade em respirar no local, demorou apenas alguns segundos para registrar o animal antes de sair o mais rápido possível dali.

Publicidade

“Eu corri para fora, ofegante para [pegar] ar fresco. Cheguei perto de vomitar”, confessa.

Na avaliação da testemunha, a característica mais bizarra apresentada pelo bicho são as pernas extremamente compridas, semelhantes às do canguru.

Porém, também acentua estranhar o restante da carcaça do suposto chupa-cabras, composto por corpo longo e delgado, cauda comprida, braços e pernas frontais curtos e pequena cabeça.

BIÓLOGOS CONFUSOS

Christopher J. Kubash, que prefere manter a localização do corpo em sigilo, com objetivo de preservar o animal e a própria caverna, acrescenta aos pesquisadores que diversos biólogos da região não conseguiram identificar a espécie.

No entanto, reforça que a ONG Red Rock Search and Rescue de Las Vegas, formada por experientes exploradores, que ajudam a encontrar pessoas desaparecidas ou feridas no deserto, tem interesse em conhecer o local e o hipotético chupa-cabras.

O assunto divide opiniões na internet. Enquanto uns acreditam se tratar de uma criatura ainda não catalogada pela ciência, outros acham que Kubash registrou um gato morto. Existem também aqueles que supõem se tratar de um Quati (coatimundi). Será?

#Bizarro #Curiosidades #Viral