Envolta em muitos mistérios, #Cleópatra, a rainha grega do Egito mais famosa, provoca até hoje muitas dúvidas e segredos, talvez tudo que o mundo sabe sobre ela não é verdade. Quem era a verdadeira Cleópatra? #casos bizarros #Curiosidades

Publicidade
  • Cleópatra tinha ascendência grega, foi a última rainha da dinastia Ptolomaica, que se instalou em Alexandria depois da conquista do Egito por Alexandre Magno.

    Publicidade

    Ela era filha de Ptolomeu 12, que deixou o Egito nas mãos de Cleópatra e seu irmão mais novo Ptolomeu XIII, depois de sua morte.

  • Os membros dessa dinastia costumavam se casar em família para preservar a pureza de sua linhagem. Muitos antepassados de Cleópatra se casaram entre primos e irmãos, e o mais provável é ela seja fruto de um incesto.
  • Ela foi sucessivamente esposa de seus irmãos Ptolomeu 13 (morto em 47 AC) e Ptolomeu 14 (morto em 44 AC). Subiu ao trono em 51 AC, após a morte do pai e só o deixou com a sua própria morte, em 30 AC. O seu relacionamento com seus irmãos e maridos sempre foi conturbado, a ponto de causar instabilidade política no país.
  • Cleópatra foi casada com Júlio César, que foi o último governante da República de Roma, como cônsul e, posteriormente, ditador.
  • Muito atuante e com força política em Roma, Cleópatra somente retornou para Alexandria em 44 AC, após a morte de Julio César.
  • Ela não se abalou com a morte de seu companheiro, pelo contrário, seduziu e tornou-se amante do antigo subordinado dele, Marco Antônio, agora um dos governantes de Roma.

    Publicidade

    Os dois tiveram três filhos (Cleópatra Selene, Alexandre Hélio e Ptolomeu Filadelfo).

  • O casamento com dois de seus irmãos teve apenas finalidades políticas e tudo indica que os únicos homens de sua vida foram apenas César e Marco Antônio.
  • A imagem da Cleópatra ser uma mulher devassa, que tinha muitos amantes e que os levava à perdição, é uma invenção dos romanos, que fizeram de tudo para macular a sua imagem após sua morte.
  • Alguns historiadores dizem que Cleópatra se matou, deixando que uma cobra lhe picasse. Entretanto, essa teoria não é aceita por todos. Plutarco diz que a rainha mantinha veneno escondido em suas roupas; outros dizem que ela teria cravado um punhal em si mesma, outras teorias afirmam que havia se picado com um alfinete embebido no veneno de cobra.
  • Dizem que não era bonita, pois as estátuas e imagens encontradas da época revelam que ela era uma mulher de baixa estatura, nariz grande e cabelo maltratado.
  • Costumava apresentar-se em público com joias de ouro e pedras preciosas, que ganhava de pessoas próximas ou eram encomendada de artesãos.
  • Para compensar alguns traços físicos que não a agradavam, Cleópatra era extremamente vaidosa, estudiosa, elegante e carismática.

    Publicidade

    Fazia tratamentos de beleza e hidratava a pele com banhos de leite "azedo" de jumenta e mel , gostava de ser massageada com diversos tipos de óleo. Além dos banhos, ela usava henna para colorir as unhas, vinagre de maçã como tônico facial e esfoliava a pele com sal marinho.

  • Adorava se maquiar e usava uma maquiagem bem marcante na região dos olhos. Os antigos egípcios usavam maquiagem feita de chumbo e sais do mesmo elemento químico para escurecer os olhos. Esses sais possuíam propriedades medicinais que estimulavam o sistema imunológico. Segundo pesquisadores, doses extremamente baixas de chumbo não matam as células, ao invés disso, produzem uma molécula de óxido nítrico que ativa o sistema imunológico que repele bactérias em caso de infecção nos olhos.
  • Ela, assim como muitos egípcios, depilava o corpo e raspava a cabeça para evitar piolhos. E para esconder a calvície, usava perucas.
  • Cleópatra é considerada a inventora do vibrador, segundo livros de história ela foi a responsável por colocar insetos dentro de uma esfera oca para que começassem a se agitar e zumbir, isso fazia com que a esfera começasse a vibrar. No entanto, não se sabe ao certo para que era usada essa esfera.