Tem gente que usa o WhatsApp no celular e diante das possibilidades que o aplicativo dá, morre de curiosidade de saber o que o parceiro ou parceiro digita e recebe pelo sistema de mensagens. Mas, como fazer isso sem levantar suspeitas de que você está bisbilhotando a vida dos outros?

Simples. Pelo WhatsApp Web. Muita gente já conhece essa versão do aplicativo para o computador. Mas há muitos internautas que nunca ouviram falar. Para estes, vamos explicar as vantagens do mecanismo, principalmente quando o assunto é dar aquela olhadinha no que e com quem o seu amor anda teclando.

Para instalar essa ferramenta é necessário pegar o celular dele ou dela por alguns minutinhos apenas.

Publicidade
Publicidade

Aproveite um momento que ele ou ela está distraído (a) e “sequestre’ o aparelho.

Depois, vá até o computador e digite na barra de seu navegador de preferência o seguinte endereço: http://web.whatsapp.com

Assim que a página carregar vai aparecer um código. É um desenho que parece um labirinto para quem não está muito familiarizado com essas novidades no mundo tecnológico. Aparecendo a figura, você deve pegar o celular do dito cujo ou da dita cuja e vai clicar na opção whatsapp web. Depois clique em “Ok entendi”. Na sequência aproxime o aparelho da tela do computador, posicionando-o bem na frente do código.

Uma vez que o aparelho tenha lido o código, ele se compatibiliza com o seu computador. E aí, mágica! Tudo, tudinho que ele ou ela fizerem no whats você vai poder acompanhar. Nada mais ficará oculto de você.

Publicidade

Esse sistema funciona muito bem sempre que o aparelho está carregado. Quando descarrega, as mensagens enviadas ao seu parceiro ou parceira não aparecem. Mas basta o telefone votar a ficar carregado que a plataforma do computador logo atualiza tudo direitinho.

O sistema não foi criado para que namorados e namoradas, maridos e esposas fiquem xeretando seus companheiros e companheiras. A intenção era só facilitar mesmo vida do usuário que usa muito o aplicativo de mensagens, já que o computador e mais cômodo e tem mais memória para armazenar vídeos, fotos e outros documentos compartilhados.

Mas como o brasileiro é criativo, logo viu uma oportunidade de transformar o sistema em um detive virtual automático. Só esperamos que muitos casais não sejam desfeitos por causa disso. O que vai ter de gente tendo DR em casa não está escrito! E, de quebra, os cornos de plantão ainda vão culpar a tecnologia pela fraqueza de seus companheiros e companheiras.

#Curiosidades