Fundada em 29 de julho de 1958, a Agência Espacial Americana (#Nasa) é símbolo de excelência na exploração espacial e em pesquisas relacionadas ao desenvolvimento de tecnologias para estudar o cosmos.

Contudo, desde 20 de julho 1969, quando os astronautas da missão Apollo 11, Neil Armstrong e Edwin “Buzz” Aldrin Jr, pisaram na Lua, a agência virou alvo de teorias conspiratórias em todo o planeta.

Há quem especule que eles nunca foram à lua, e que todas as imagens foram uma farsa.

Verdade ou não, vamos mostrar a você, caro leitor, três famosos casos envolvendo a NASA ao longo dos anos. Aprecie com moderação.

1 – OPERAÇÃO PAPERCLIP

Foi uma operação secreta arquitetada pelos militares dos Estados Unidos, após o término da Segunda Guerra Mundial (1939 a 1945), para trazer cientistas nazistas especializados em foguetes e em diversas ramificações científicas.

Publicidade
Publicidade

Entre as mentes brilhantes do Terceiro Reich estava o engenheiro Wernher von Braun. Ele trabalhou como projetista chefe na NASA e foi o responsável pelo desenvolvimento do foguete Saturno V, que levou o homem à lua em 1969.

Sem o consentimento do Departamento de Estado, von Braun e demais pesquisadores alemães tiveram a entrada no país acobertada pelos militares.

Não é exagero falar que o primeiro foguete de grande porte movido a combustível líquido, Aggregat 4, foi criado por um nazista que trabalhou na agência até morrer.

2 – TESTES NUCLEARES NA LUA

Um documento do final da década de 50, intitulado Projeto A119, ou "Um Estudo de Voos Lunares Investigativos", apresentado pelo executivo aposentado da NASA, dr. Leonard Reiffel, que liderou o projeto em 1958, revelava pretensões da Força Aérea dos Estados Unidos em testar bombas atômicas na lua, com ajuda da NASA.

Publicidade

Como na Guerra Fria existia um embate pelo domínio tecnológico e ideológico do planeta, entre os norte-americanos e a extinta União das Repúblicas Socialistas Soviéticas (URSS), acredita-se que o objetivo era intimidar os Russos.

Contudo, o projeto não foi posto em prática. Ao menos, essa é a versão oficial.

3 – IMAGENS DO HOMEM NA LUA SUMIRAM

Talvez, esse seja um dos principais motivos para os teóricos da conspiração acreditarem numa hipotética fraude do homem na lua.

Em agosto de 2006, a NASA veio a público dizer que perdeu os registros originais da primeira ida do homem ao satélite. Ou seja, imagens da missão Apollo 11 entre outras.

Inclusive, a famosa frase de Neil Armstrong: “um pequeno passo para o homem, mas um passo enorme para a humanidade”, também desapareceu no “buraco negro” da agência.

No total, aproximadamente 700 caixas de transmissões das missões Apollo se perderam ou foram deletadas... vai saber.

Ao público, só restou as transmissões televisivas, copiadas pela NASA e divulgadas em seu site.

#Curiosidades #EUA