Toda mulher sonha com a gravidez, ser capaz de dar à luz a um bebê é um sonho que muitas mulheres buscam realizar. Todos sabem que para engravidar uma mulher a maneira mais comum é o sexo, porém, muitas mulheres acabam não podendo gerar um filho naturalmente.

Nesse momento, aparecem algumas maneiras que ajudam a mulher a engravidar sem precisar ter relações sexuais.

1 – Inseminação artificial

Esse é um dos métodos mais conhecidos no mundo. Através dele o esperma é colhido e fertilizado na mulher. Também existem casos específicos em que o homem não pode ser doador, nesses casos, o casal ainda pode recorrer a um banco de esperma.

Publicidade
Publicidade

O método é simples e não exige internação. Um cateter é usado para introduzir o sêmen na mulher, a partir de então tudo ocorre naturalmente, sem nenhum tipo de problema. Alguns estudos dizem que se a mulher ficar deitada com as pernas abertas após o procedimento, a chance de engravidar é ainda maior.

2 – Fertilização in Vitro

Esse procedimento faz o recolhimento dos óvulos da mulher. Então eles fecundados em laboratório até a formação do embrião. Depois de todo esse processo, eles são reinseridos no útero da mãe para que a gravidez siga seu ciclo natural.

3 – Barriga de aluguel

Como o próprio nome diz, esse procedimento “pega emprestado” o útero de outra mãe para o processo da gravidez. Tudo começa com a fertilização in vitro, a partir daí, o óvulo é fecundado em laboratório para depois ser inserido no útero da mãe de aluguel.

Publicidade

Usado por muitos casais, como homossexuais e pessoas que não podem ter filho devido ao comprometimento do útero, esse procedimento é um dos mais famosos, chegando a ser utilizados até mesmo em novelas e no cinema.

Esses são alguns dos procedimentos capazes de ajudar mulheres e homens inférteis a terem um filho. Vale lembrar que muitos deles têm sua eficiência comprovada, porém, o valor pode ser um pouco elevado.

Por esse motivo, muitos casais acabam preferindo adotar uma criança. Esse procedimento, apesar de demorado, também é muito viável, pois tira várias crianças órfãs da rua, além de ajuda-las a ter um futuro melhor.

O filho a partir de então começa a fazer parte da família. O importante é não o tratar como um estranho, mas sim dar todo o amor e carinho que ele merece. Dessa forma, no futuro, será mais fácil dele entender toda situação e não se arrepender dos #pais que um dia resolveram dar oportunidade a uma criança carente, que precisava de um lar e carinho. #Curiosidades #Maternidade