No Brasil, quando o assunto é casa mal-assombrada [VIDEO], com certeza uma residência situada no município de Caiçara, Rio Grande do Sul, é usada de referência entre curiosos e estudiosos do assunto.

Embora reportado na época dos acontecimentos, em meados de 2014, até hoje, poucas pessoas viram os registros gravados dos episódios.

Eles incluem o exorcismo de uma das filhas do casal, o depoimento de um vizinho que tentou ajudar a família, e o mais insólito: uma atividade poltergeist, captada enquanto a equipe da emissora Band filmava a esconjuração da adolescente de 15 anos.

Com objetivo de apresentar evidências poucas vezes observadas pelo público, divulgamos ao fim desta matéria, o vídeo do youtuber Luan Mendes, exibido na quarta-feira (26), onde os bizarros [VIDEO] acontecimentos são mostrados.

Publicidade
Publicidade

Conforme o brasileiro, devido as sinistras atividades, a cidade ficou conhecida internacionalmente - veja foto da entrada do município.

No início, antes das possessões começarem, a família achou que pessoas estavam arremessando pedras no telhado da moradia.

Porém, em determinado momento, quando a polícia, chamada para averiguar a situação, constatou atividade paranormal no local, os habitantes se sentiram perdidos e aflitos ante o sobrenatural.

“Fiquei por um período aqui, tentando ver se a pedra vinha de lá [casa] ou de cima [morro próximo]. Eu andei aqui, tinha uma plantação de milho, olhei para cima, caminhei na estrada, lá embaixo, coloquei a viatura mais adiante, na tentativa de encontrar alguém que tivesse fazendo essa arte, e não achei ninguém”, confessou o policial ao repórter da Band.

Publicidade

VIZINHO TENTA AJUDAR

Aflito com os desafios enfrentados pela família, o sujeito identificado somente pelo nome Valdir, foi à residência prestar auxílio. Contudo, ele também testemunhou atividades paranormais. Na esperança de livrar os moradores do “tinhoso”, Valdir os convidou para passar alguns dias na sua casa.

Todavia, quando o pai, a mãe e as duas filhas de 11 e 15 anos se aproximaram do recinto do vizinho, duas pedras caíram em cima do telhado. Sinal de que o demônio continuava a perseguir os membros.

No decorrer do filme, Valdir ainda comentou sobre o estranho comportamento da menina mais nova, de 11 anos, que subiu no telhado da residência e começou a se comportar como se tivesse possuída.

"Ela estava num estado que a gente não entendia, não era mais pessoa. Ela dava uns gritos enormes, parecia um animal gritando", disse (foto família).

O EXORCISTA

Depois de passar duas noites tranquilas em uma capela de Caiçara, eles voltaram a presenciar cenas sobrenaturais no terceiro dia.

Publicidade

Ao retornarem para casa, um exorcista foi chamado, após a jovem de 15 anos ser possuída. Entretanto, um celular foi o protagonista do episódio.

Enquanto ela lutava com o demônio pelo domínio da própria vida, o aparelho, que estava afastado, se moveu sozinho e foi em direção à menina. Sem dúvida, uma aparente atividade poltergeist.

A câmera da Band captou o momento aos 8min50.

O médium, responsável pelo exorcismo, salientou que o espírito do ex-dono do terreno, que morreu e não queria vendê-lo, era o causador dos infortúnios.

“Ele não queria vender a casa, mas acabou falecendo e o ódio dele permaneceu ali”, avaliou.

No fim, os moradores demoliram a residência. Hoje, eles vivem em paz.

#Bizarro #Curiosidades #Viral