Bastante conhecida e até mesmo pronunciada, a palavra psicopata vai muito além de uma característica ou atribuição dada a um indivíduo. #psicopatas são seres dotados de transtorno de personalidade e possuem uma série de características que facilmente podem ser observadas e identificadas. Embora a psicopatia tenha várias ramificações, alguns comportamentos são comuns entre esses indivíduos. Conheça alguns deles.

Falta de razão, consciência

Dotados de personalidades arquitetadas de acordo com suas vítimas, os psicopatas são seres que não se permitem sentir pena, culpa e remorso.

Sedutores

Usam em sua maioria a gentileza e a sedução como forma de aproximação de suas vítimas.

Publicidade
Publicidade

Em sua maioria seres agradáveis e de fácil empatia, os psicopatas possuem um forte poder de persuasão e facilmente conquistam e dominam suas vítimas.

Manipuladores e calculistas

Quando encontram o objeto de desejo, os psicopatas se tornam extremamente manipuladores. Ótimos em arquitetar e organizar seu comportamento, buscam possuir o controle da situação e para isso tendem a apelar para a manipulação emocional de seu alvo, bem como obter o controle físico 'daquilo' que o pertence.

Narcisistas

Dotados de falta de sentimento pelo próximo, os psicopatas são em sua maioria narcisistas, ou seja, se preocupam exclusivamente com seu bem estar, não se importando com quem está a sua volta. Vaidosos no que diz respeito à sua imagem de boa pessoa, eles tendem a ter como principal objetivo satisfazer seu ego e elevar sua autoestima.

Publicidade

Embora não haja um tratamento que ''cure'' e torne um psicopata em uma pessoa normal, existem algumas terapias psiquiátricas que podem amenizar as tendências violentas do indivíduo.

Considerados seres totalmente nocivos e manipuladores, quando um psicopata é inserido a um grupo para passar por terapias comportamentais e receber auxílios psicológicos, o efeito adquirido é contrário e esses indivíduos tendem a adquirir meios de exercerem ainda mais seus dons de manipulação, podendo até mesmo vitimar todo o grupo.

Por não serem considerados doentes mentais, os psicopatas não têm cura e o mais indicado para quem convive com essas pessoas ou se sente envolvido em uma relação intimidadora, na qual sofre manipulação e constantemente é dominada é se abster da companhia desses predadores, até o momento em que consiga definitivamente se ver livre de qualquer contato com esse indivíduo. #identificar um psicopata #características do psicopata