Nos últimos anos, tem aumentado o número de #mulheres que lutam por direitos iguais e pela igualdade entre os gêneros. As feministas procuram lutar por um mundo melhor, onde mulheres sejam tratadas com o respeito que merecem, sem serem vistas como mercadorias, objetos sexuais ou inferiores aos homens. Essa é uma luta que tem aumentado a cada dia e já tem conseguido render alguns frutos.

Por outro lado, existem as feministas extremistas, conhecidas pejorativamente como “feminazis”. Essas, na verdade, tentam impor o feminismo, que é a versão feminina para o machismo. Essas mulheres tentam inferiorizar os homens. Muitas erguem “bandeiras” dizendo que homens não são necessários e, em casos extremos, que homens deveriam ser exterminados.

Publicidade
Publicidade

Esse pequeno grupo acaba, muitas vezes, por prejudicar o movimento feminista que luta por tantos ideais sérios e necessários para as mulheres.

Alguns países ainda são vistos como extremamente machistas e opressores, onde nascer mulher, muitas vezes, pode acabar sendo considerado maldição. Abaixo foram listados os 6 piores países para se nascer mulher.

1. Coreia do Norte.

As mulheres que vivem nos campos de concentração de trabalhos forçados, sofrem humilhações constantes. Como a comida é escassa, elas se veem obrigadas a fazer sexo com os guardas em troca de comida. Se uma delas acaba por engravidar, essa mulher acaba sendo morta para evitar que um bebê “socialmente impuro” nasça. As meninas que conseguem nascer, acabam se vendo forçadas a terem que fazer sexo desde novas, também em troca de comida.

Publicidade

2. Myanmar.

Esse é um pequeno país sul asiático muito fechado. Nele, as mulheres são comumente estupradas como forma de tortura para se obter informações. Os soldados também praticam terror psicológico com elas.

3. Colômbia

Muitos locais do país, principalmente no interior dele, foram dominados pelas milícias para o plantio de coca. Nesses locais, o estupro é utilizado como forma de amedrontar a população.

4. Afeganistão

As mulheres desse país, não podem exercer cargos públicos, assim como algumas outras profissões. Em casos de estupro, o que é muito comum no país, as mulheres não podem denunciar o agressor porque quem acaba sendo presas são elas. Em muitos casos, a mulher é obrigada pela família a se casar com os seus agressores, como forma de manter a honra da família intacta.

5. Congo

No Congo, cerca de 1100 mulheres são estupradas todos os dias. Devido aos anos de guerras ocorridas no passado, onde o estupro era uma prática rotineira, as pessoas do Congo acabaram assumindo como normal essa prática.

Publicidade

Os soldados, inclusive, dizem que o estupro é, na verdade, uma “poção mágica”. Essa poção seria capaz de dar forças aos soldados para lutarem contra os inimigos. Muitas mulheres também são capturadas para serem escravas sexuais dos soldados ou para trabalharem na limpeza de suas casas.

6. Chile

Esse é o país mais brando da lista, porém, detém o recorde de desigualdade social entre homens e mulheres [VIDEO] do mundo. Muitas mulheres muito mais qualificadas que os homens, formadas e com mestrado chegam a ganhar apenas a metade que um homem com educação básica ganha. O direito ao aborto, em casos de risco de vida para mãe ou estupro, foram revogadas pelo presidente Pinochet, o que levou muitas mulheres à rua (como no caso dessa encenação em um protesto contra o presidente). O direito ao aborto nesses casos só voltou a ser lei agora em 2016.

Para você, esses países sofrem um atraso social ou não ?