É tão fácil odiar algo desagradável e tratá-lo como algo com todas as qualidades e nenhuma virtude, acreditar que ele é portador de todos os males do mundo e causador de nenhum bem. Acreditar em tudo de mal que se fala dessa coisa, por exemplo, é facílimo. Não é surpreendente, portanto, que as mulheres, que sofrem com o desconforto que os #sutiãs podem provocar, acabem sendo suscetíveis a creditar em certas lendas sobre o sutiã. Uma delas é a de que a peça causa câncer de mama. Outra é a de que o sutiã causa flacidez nos seios de suas usuárias. Costuma-se também dizer que seria melhor que as mulheres pelo menos dormisse se sutiã.

Uma das fontes da ideia de que o sutiã pode causar câncer é o livro Dressed to Kill (não confundir com o filme homônimo dirigido por Brian De Palma).

Publicidade
Publicidade

A obra foi publicada em 1995 e é de autoria de Sydney Ross Singer e Soma Grismaijer, um casal de antropologistas que, entre outras coisas, notou que maoris (nativas australianas) integradas à sociedade branca passaram a sofrer muito mais de câncer de mama do que as continuaram seguindo as regras da cultura nativa, inclusive evitando usar sutiã. A explicação deles para o fenômeno seria que o fluxo do fluido linfático é prejudicado pela peça e que os seios ficam assim cheios de toxinas que provocariam o câncer. Segundo eles, usar o sutiã 24 horas por dia aumenta em 126 vezes os riscos de desenvolver câncer de mama em relação a não usá-los nunca. O trabalho não foi recebido pela comunidade médica, que rejeitou o fato de o material não foi revisado por especialistas ou publicado em um periódico científico.

Publicidade

Além disso, um estudo abrangente de 2014 que foi conduzido pelo conceituado Fred Hutchinson Cancer Center, que é localizado em Seattle, nos Estados Unidos, não achou nenhuma ligação entre a escolha de lingerie e o câncer.

Segundo a doutora Amber Guth, professora adjunta de Cirurgia da New York University, não foi jamais estabelecida cientificamente uma relação entre o uso do sutiã e a doença. Quanto à flacidez dos seios, diz a especialista médica, trata-se de especulação - a idade da #Mulher, as gestações pelas quais tenha passado e amamentações são fatores muito mais relevantes do que o sutiã jamais poderia ser. Ele, na verdade, pode até ajudar a manter os seios empinados por mais tempo, explica.

Quanto a dormir ou não com a peça, diz a médica, depende apenas de qual opção a mulher acha mais confortável para si mesma. Justamente por causa do conforto feminino, ela sugere que as mulheres escolham modelos macios e, no caso das mulheres com seios volumosos, destituídos de aro. #dormi