Os deliciosos ovos de #chocolate da Páscoa 2017 já estão sendo entregues. Seja amargo, ao leite, branco ou trufado, ninguém consegue resistir à tentação de devorá-lo o quanto antes para sentir aquela explosão de prazer inundando o paladar. E também o cérebro. Sim, isso mesmo! Se você não sabia que o chocolate influencia o funcionamento químico do cérebro, acompanhe as próximas informações:

Ovo de Páscoa: quase uma “droga”

O chocolate tem o estranho poder de alterar o seu humor, deixando-o mais feliz e de bem com a vida. E é por isso que ele vicia como se fosse uma droga. A explicação científica para esse “ fenômeno” é relativamente simples: o chocolate fornece ao organismo uma substância chamada triptofano, sendo ela a responsável pela produção de serotonina, um neurotransmissor que regula nossos estados de humor.

Publicidade
Publicidade

Mas atenção: em pessoas com transtorno bipolar, o chocolate pode desencadear crises de “euforia” com picos de oscilações de humor bastante graves. Portanto, os portadores desse desequilíbrio só devem comer chocolate com autorização de seu médico psiquiatra.

Em contrapartida, as pessoas com depressão podem se beneficiar não só com um ovo de Páscoa 2017, mas também com pequenas “doses” de chocolate ao longo de cada mês. Isso porque a maioria das pessoas depressivas possui deficiência de serotonina e precisa de um estímulo para produzi-la.

Ovo de Páscoa: alguns são mais benéficos que outros

Embora todo chocolate traga a sensação de prazer ao ser consumido, as opções meio-amargo e amargo proporcionam mais benefícios ao organismo do que as versões ao leite e branco. A razão disso está na porcentagem de cacau do produto: quanto mais cacau, maior é a quantidade de antioxidantes ingeridos.

Publicidade

Assim, os ovos de Páscoa que possuem entre 50% e 70% de cacau contribuem não só para a melhora do humor, mas também para o rejuvenescimento do corpo, redução do colesterol e prevenção de doenças cardíacas.

Saboreie seu ovo com moderação

Como qualquer outro alimento, o chocolate em excesso pode ser prejudicial. Portanto, se você ganhou um ovo de Páscoa, evite comê-lo de uma vez se ele possuir mais de 70 gramas. O ideal é consumi-lo pouco a pouco no decorrer da semana, de modo a não sobrecarregar o organismo com grandes quantidades de açúcar e gordura, ingredientes que fazem parte de qualquer tipo de chocolate. Para conservar os pedaços que serão saboreados depois, lembre-se de envolvê-los em papel alumínio e mantê-los abrigados na geladeira. Feliz Páscoa 2017! #pascoa2017 #ovodapascoa