A depilação é muito antiga. A rainha Cleópatra tinha o hábito de usar tiras de tecido que eram banhadas em cera quente de abelha para se depilar. Já na Grécia, a depilação era mais dolorida. Para se ter ideia, as moças bebiam vinho para aguentar a dor causada pela puxada dos pelos que era feita manualmente. As romanas usavam uma espécie de pasta, que era passada sobre a pele e arrancada com uma vara curva.

Por outro lado, durante alguns anos eles ganharam um significado importante. Deixar os pelos pubianos e das axilas crescerem significava um símbolo de feminilidade, além de ser atraente na época. Segundo a historiadora Mary Del, os homens adoravam “mulheres peludas” sendo que os pelos tinham grande significado amoroso, usados inclusive em amarrações amorosas e feitiçaria.

Publicidade
Publicidade

Tudo começou a mudar quando a mulher foi inserida no mercado de trabalho. As tarefas eram pesadas e exigiam uma movimentação maior dos braços, com isso vestidos passaram a não ter mangas. O resultado foi uma cena inapropriada para época, já que ter pelos nas axilas era considerado “sexy”, então começaram a aconselhar as “moças de família” a arrancá-los.

Foi então que nasceu a depilação da forma que conhecemos. Os salões de beleza do Brasil começaram a anunciar o serviço por volta do ano de 1915, dando início a revolução da beleza. A lógica da depilação é bem simples e está inteiramente ligada ao modo de se vestir, com o passar dos anos as roupas que eram mais comportadas, passaram a se tornar mais curtas.

Por esse motivo, ter um corpo “peludo” acabou não se tornando esteticamente bonito aos olhos da sociedade.

Publicidade

Então a depilação passou a ser tratada como uma forma de higiene, além de ser esteticamente “obrigatória” para mulheres elegantes.

Vários anos se passaram e o #visual das mulheres mudou muito. Cada ano uma nova forma de se vestir surge no mercado sendo praticamente impossível seguir a tendência. Morgan Mikenas é uma modelo fitnes que resolveu fazer algo considerado “nojento” por muitas pessoas.

Ela resolveu passar cerca de um ano sem se depilar, tudo isso com o objetivo de mostrar para as mulheres que elas não precisam seguir padrões de beleza para serem lindas. E que devem viver de uma forma mais natural, sem a famosa ditadura popular da beleza padronizada.

O jovem resolveu postar fotos da diferença de seu corpo, após um ano sem se depilar. O resultado apesar de estranho, conseguiu transmitir o objetivo da moça, confira as fotos.

#Moda #Curiosidades