Neste dia 15 de abril, uma das maiores tragédias marítimas da humanidade completou 105 anos: o naufrágio do navio RMS #Titanic. Considerado ''inafundável'', o navio colidiu com um iceberg no meio do Oceano Atlântico, na noite de 14 de abril de 1912, vindo a afundar na madrugada do dia 15.

Partindo de Southhamptom, na Inglaterra, rumo a Nova York, nos Estados Unidos, o navio levava cerca de 2200 pessoas a bordo, incluindo a tripulação de cerca de 900 pessoas. Mais de 1500 pessoas morreram na tragédia, na região de Newfoundland, onde o navio afundou.

Durante décadas arqueólogo Robert Ballard e sua equipe procuraram os destroços do navio, até que, em 1985, encontraram o que restou do Titanic a 3843 m de profundidade, a cerca de 650 km de Terra Nova, no Canadá.

Publicidade
Publicidade

A história do navio mais famoso do mundo ganhou ainda mais destaque no imaginário popular após a produção do filme Titanic de James Cameron, de 1997.

Veja abaixo algumas imagens raras do Titanic.

O navio

O RMS Titanic tinha 269 metros de comprimento, 53 metros de altura e 28 metros de largura. Pesava cerca de 46 mil toneladas, mil toneladas amais do que um dos maiores navios da época, o Olympic. Podia transportar até 2435 passageiros em três classes. O prefixo RMS é a abreviação de Royal Mail Ship, já que a embarcação também carregava correio.

Estrutura

O Titanic tinha dez conveses, e era o maior navio já construído naquela época. O convés mais alto era o convés superior ou convés dos botes, pois eram nele que ficavam os botes salva-vidas. Nele também estavam o alojamento dos oficiais e a ponte de comando.

Publicidade

Abaixo dele, vinham os conveses de A a G, todos de uso dos passageiros, exceto o último, que alojava os compartimentos de carga, caldeiras, casas das máquinas, reservas de suprimentos e alojamentos da tripulação.

Edward Smith

Edward Smith, de 62 anos, era o capitão do Titanic, e você provavelmente foi capaz de reconhecê-lo nesta foto original de 1912. Isso porque o ator que interpretou Smith no filme Titanic, de 1997, é extremamente parecido com o verdadeiro capitão. Ele é o homem de barba branca à direita da foto.

Joseph Bruce Ismay

Se você assistiu à versão hollywoodiana da história do Titanic, também se lembrará de Joseph Bruce Ismay. Ismay foi responsável por supervisionar a construção do Titanic e esteve presente em sua viagem inaugural. Assim como pode ser visto no filme, Ismay teria pressionado o Capitão Smith para que acelerasse o navio, visando noticiar à mídia a incrível velocidade do Titanic. Assim como no filme também, Ismay sobreviveu ao naufrágio, porém, suas atitudes foram mal vistas pela sociedade.

Publicidade

John Jacob Astor IV

O empresário John Jacob Astor IV era o passageiro mais rico a bordo do Titanic. Outra passageira de notável fortuna foi a ativista Margaret Brown, que no cinema ganha destaque como a ''nova rica'' que auxilia Jack durante o jantar na primeira classe. Margaret ficou conhecida como a ''Inafundável Molly Brown'', pois assim como é mostrado no filme, foi uma das sobreviventes do naufrágio.

As acomodações do Titanic

As instalações do Titanic eram as mais luxuosas da época. Os passageiros da segunda classe contavam com aposentos semelhantes aos de primeira classe em outros navios. Estas fotos originais, restauradas e coloridas digitalmente, mostram algumas das acomodações do navio, provavelmente de primeira e segunda classes.

Outros ambientes

O navio contava também com restaurante, piscina coberta, sala de leitura, banhos turcos e dois cafés, além de um convés de passeio coberto.

O naufrágio

O naufrágio ocorreu em meio ao Oceano Atlântico, após a colisão com um iceberg. Atualmente sabe-se que águas calmas demais indicam a presença de blocos de gelo, mas naquela época, os marinheiros não perceberam que a calmaria anormal das águas pudesse indicar qualquer problema. O navio colidiu a estibordo por volta das 23h40min. O iceberg arranhou completamente o casco abaixo da linha d'água do navio, danificando sua extensão.

Os botes salva-vidas

Os botes salva-vidas começaram a ser preenchidos por volta das 0h20min. Os oficiais responsáveis por preenchê-los não sabiam a capacidade exata dos barcos e temeram que ficassem superlotados, razão pela qual vários botes partiram com metade de sua capacidade.

Resgate das vítimas

O navio Carpathia venho ao encontro das vítimas do naufrágio do Titanic por volta das 4h da manhã do dia 15 de abril de 1912. Mesmo em sua velocidade máxima, o Carpathia levou horas para conseguir chegar ao local da tragédia, pois teve que desviar de vários icebergs no caminho. Muitas famílias e amigos se reencontraram à bordo do Carpathia, protagonizando cenas de alegria em meio ao predominante clima de tristeza. Por volta das 9h da manhã, todos os sobreviventes já estavam a bordo do Carpathia.

#2017 #Curiosidades