E você, como costuma fazer o seu arroz? Certamente, seja o branco, integral ou parboilizado, o arroz faz parte do cardápio de todos os brasileiros. Do mais pobre ou o mais rico, todos costumam comer o alimento, que no geral vem acompanhado do feijão, rico em ferro. O que ninguém sabe é que o modo de preparo do arroz pode ser muito importante para que as pessoas mantenham a própria saúde. Isso porque os cientistas descobriram que, caso coloque-se o dobro de água para a quantidade de arroz, a vida de quem consome o alimento pode estar em risco. Isso mesmo, para fazer render mais a comida, as pessoas costumam encher água na panela e isso é um risco e tanto.

Publicidade
Publicidade

Os especialistas explicam que o arroz tem vestígios de arsênico, um verdadeiro veneno. A sustância traz riscos à saúde humana e precisa ser evitada a todo o custo. Existe, no entanto, uma boa notícia. Experimentos indicaram que dá sim para reduzir os níveis de veneno na comida. Nem sempre, é claro, isso acaba sendo o modo mais comum. Eles explicam que duas medidas de água para uma de arroz são realmente ruins para todos nós.

O estudo teve destaque no jornal da Inglaterra, 'The Telegragh', e repercutiu em todo o mundo.

As autoridades descobriram que a quantidade de arsênico no arroz é mais de dez vezes o que é comum em outros alimentos. Isso fez com que autoridades europeias dessem o aviso.

A constante exposição da substância ao corpo humano traz diversos riscos à saúde, até mesmo os que se referem a diabetes, doenças no coração e problemas expressivos no sistema nervoso.

Publicidade

Estudos indicam também que quem ingere demais a substância tem mais chance de ter câncer na bexiga e pulmão.

Andy Meharg, que representa uma universidade irlandesa, explica que foram testadas muitas formas diferentes de cozinhar o alimento e que aí se descobriu a quantidade da substância capaz de envenenar lentamente as pessoas.

Com mais água no cozimento, os níveis de toxina foram reduzidos. Já quando o alimento ficou horas de molho, esse níveis foram diminuídos ainda mais.

E você, o que pensa do assunto? Deixe seu comentário. Ele é sempre importante e ajuda no diálogo. #Curiosidades #Alimentação Saudável