Se você está insatisfeito com seu trabalho e acha que está ganhando um #Salário menor do que merece, talvez a culpa seja do #sexo. Mais especificamente da falta de sexo. Esta afirmação faz parte de um estudo do professor de economia Nick Drydakis, da Universidade Anglia Ruskin. O cientista conduziu a pesquisa na Grécia, com quase 8 mil pessoas, e relacionou a quantidade de vezes que as pessoas fazem sexo com o seu ganho salarial.

As pessoas que participaram do estudo foram analisadas em diversos pontos, tais como: Quantas vezes fazem sexo por semana? Quanto recebem? Como está a saúde? Qual o seu nível de satisfação? E diversas outras questões.

Publicidade
Publicidade

Entre as pessoas entrevistadas, haviam homens e mulheres de 26 a 50 anos de diversas áreas profissionais.

De acordo com a pesquisa, as pessoas que transam de duas a três vezes por semana ganham salários cerca de 5% maiores do que aqueles que não transam com a mesma frequência. De acordo com o coordenador da pesquisa, o motivo é simples de entender: pessoas que fazem mais sexo e, portanto, sentem-se mais amadas, tendem a ser muito mais produtivas. E é isso o que leva a um ganho maior. Além disso, você recebendo mais, presenteia com mais frequência o seu par e com isso fará mais sexo, é um círculo vicioso.

O estudo também estabeleceu a relação entre a ingestão de muitos medicamentos com os salários mais baixos. E, de novo, o sexo entra na história. O problema apontado pelo estudo é que pessoas que tomam muitos medicamentos têm propensão a transar menos.

Publicidade

Mais exatamente: pessoas que tomam muitos remédios podem ser 5,4% menos ativos sexualmente do que os demais. E, como dito no início, menos sexo pode levar a menos confiança e menor produtividade.

Mais do que isso: pessoas que sofrem de diversas doenças, como #Diabetes, artrite, câncer e transtornos psiquiátricos também tem a tendência de fazer menos sexo. O que parece ser um círculo vicioso, pois o estudo ainda afirma que a felicidade e satisfação com a vida amorosa leva a mais êxito no trabalho e à salários melhores. Em consequência, se as coisa não vão bem na cama, as pessoas podem acabar sofrendo com a solidão, a ansiedade social e a depressão e, de novo, acabar rendendo menos no trabalho.

Por esse motivo, as pessoas devem amar mais e fazer mais sexo. Embora sejam apenas estudos e não tenham comprovações científicas, não custa nada tentar, pois o máximo que acontecerá será as pessoas ficarem realizadas e felizes, e isso já é um benefício.