As crianças de hoje em dia estão cada vez mais difíceis de educar. Elas gritam, choram, questionam os limites, desafiam os pais e, mesmo depois de muita conversa, nem sempre tudo dá certo.

Os pais até tentam chantagem do como, por exemplo, “se você não comer, não vai jogar videogame”, mas nem sempre essas ameaçam trazem resultados. Por isso, é preciso ter muita paciência.

Esse #Pai, por exemplo, tentou um método diferente. Ele trollou o filho colocando uma roupa de esqueleto enquanto ele dormia, já que o garoto não quis comer antes de dormir. O menino acordou aos prantos dizendo que, por não comer, virou um esqueleto. Veja a postagem a seguir:

Como se vê, esse pai foi bem criativo, mas muitas vezes as pessoas não conseguem educar seus #Filhos por erros próprios.

Publicidade
Publicidade

Elas percebem isso quando não conseguem desenvolver corretamente suas atividades de pais.

Criar filhos nunca foi fácil, mas muitas vezes a pessoas pode ter grande culpa. Veja alguns sinais de que pode possa estar educando o filho errado:

1 - Você não o coloca de castigo

É importante na educação dos filhos sempre cumprir as promessas. Se disser que vai colocá-lo de castigo caso ele faça algo errado, realmente tem que colocar, senão ele se acostuma com a situação e nunca mais obedece.

Isso vale também para tarefas. Caso ele não cumpra, com certeza deverá sofrer uma consequência, no caso o castigo, que pode ser, por exemplo, afastá-lo do que mais gosta de fazer, de um brinquedo, de ver desenho, entre outros. A dica é sempre combinar antes. Se prometeu um castigo, coloque-o de castigo.

2 - Você não impõe limites

A pior forma de educar uma criança é deixa-la se criar sozinho, pois assim ela não terá regras para respeitar e nem mesmo limites.

Publicidade

Mesmo elas sempre dizendo “só quero fazer o que eu gosto”, as crianças precisam de limites todo o tempo, para que desde pequena aprendam que nem sempre tudo vai ser do jeito que elas querem.

3 – Manter sempre os mesmos limites

Outro erro comum é deixar sempre os mesmos limites para o filho. É interessante que, de acordo com o crescimento, esses limites sejam ajustados, se não ele acostuma e acaba não fazendo muita diferença na sua educação. Além disso, isso mostra a autonomia e confiança sobre ele. Crie sempre novas regras e sempre converse com ele.

4 - Ceder constantemente

Uma cena que sempre se repete na maioria das famílias é a criança chorar e fazer birra ao ouvir um “não” e argumentar ou insistir até que a sua vontade seja atendida. As crianças usam o seu poder de irritar, chorando e gritando, para alcançar sempre o que desejam, pois sabem que os pais não as suportam assim.

Nessa hora, se deve mostrar a autoridade e não ceder, deixar bem claro para que ele entenda que não é não. #EducacaoDosFilhos