A pintora mexicana Frida Kahlo, famosa não somente por seu impressionante legado artístico, mas também por sua personalidade vibrante, faleceu em 1954. Durante mais de 50 anos, sua coleção única de roupas, além de vários objetos pessoais, ficaram trancados no guarda-roupa em sua casa, na Cidade do México, a pedido de seu marido Diego Rivera, que solicitou que este fosse escondido até 15 anos após sua morte.

Diego faleceu em 1957, mas o armário com os pertences de Frida só foi destrancado em 2004, quando o museu - que hoje funciona na casa onde a pintora vivia com o marido - resolveu catalogar seu conteúdo. Nele foram encontrados cerca de 300 itens, entre roupas, objetos de uso pessoal, tais como uma escova de cabelos e um frasco de perfume, joias, uma prótese que Frida usava após ter amputado a perna direita em 1953, seus inúmeros aparelhos ortopédicos, usados em decorrência de um acidente grave de trânsito em sua juventude, entre outros objetos.

Publicidade
Publicidade

O fotógrafo japonês Ishiuchi Miyako ficou responsável pelas fotografias dos itens encontrados, realizadas com uma câmera Nikon 35mm e luz natural.

Confira abaixo alguns dos objetos encontrados no armário escondido de Frida Kahlo:

Botas

Por causa da pólio, a pintora Frida Kahlo tinha uma perna mais curta do que a outra. Por essa razão, seus sapatos continham saltos de tamanhos diferentes. Também por esta razão, Frida costumava usar saias longas que ocultavam o problema em suas pernas. Segunda Hilda Trujillo, diretora do Museu Frida Kahlo no México, Frida ''transformava incapacidade em vitalidade'', e por isso criou um estilo próprio, alegre e vibrante.

Roupas

Frida gostava de usar roupas coloridas.

Publicidade

As saias longas, mencionadas anteriormente, estão sempre presentes, em cores vivas e com detalhes alegres, em renda e estampas. O restaurador Renato Camarillo Duque, responsável por tratar as peças da pintora, diz que ficou encantado com as roupas de Frida:

''Fiquei encantado ao ver os detalhes dos tecidos, os bordados delicados e as cores e texturas; tudo é muito diferente das fotos em preto e branco que tínhamos até então'', disse ele.

Maiô/Traje de Banho

Este maiô em um tom de verde menta também foi encontrado no armário da pintora. A curadora da exposição, Circe Henestrosa, diz que as roupas e objetos encontrados forneceram muitas informações sobre os gostos de Frida, como por exemplo, suas cores favoritas. ''Frida era vaidosa e muito sofisticada'', disse Circe.

Publicidade

Brincos

Dentre os objetos encontrados, destaca-se este brinco com beija-flores. A diretora do museu acredita que Frida também pode ser considerada uma figura da moda. Poucas pessoas sabem que Frida chegou a posar para a ''Vogue'' em 1939. A pintora era amiga da editora da revista e gostava muito de #Moda, além de se preocupar muito com seu estilo.

Óculos

Mais uma prova de que a pintora mexicana tinha estilo, são estes óculos de sol, com armação em tons de amarelo e dourado. Ainda hoje, o estilo da artista marca tendência. As mulheres que visitam o museu costumam encantar-se com suas roupas e acessórios.

Objetos de uso pessoal

Foram encontrados também uma escova de cabelos - ainda contendo fios do cabelo da artista -, frascos de esmaltes e um vidro de perfume.

Prótese

Após amputar a perna direita em 1953, a pintora passou a usar uma prótese, que pode ser vista na fotografia acima.

Aparelhos Ortopédicos

Nesta imagem vemos um coleto ortopédico da pintora, que reflete não só a realidade sobre seu sofrimento físico, em decorrência de um grave acidente de trânsito em sua juventude, mas também suas convicções políticas.

Tecidos

Nesta foto, podemos observar a beleza e a riqueza de detalhes dos tecidos usados em uma da das saias de Frida. #Curiosidades #Arte