Por natureza, quase toda #Mulher já vive normalmente desconfiada em relação aos homens, enfim, um sexto sentido que avisa o tempo todo para ela que o parceiro está mentindo e que bem lá no fundo, suas desconfianças podem ter algum tipo de fundamento.

Segundo Ronaldo Antonio Cavalli, um especialista em linguagem corporal, existe um jeito para que uma mulher possa revelar se o #Homem está mentindo ou não.

Como pegar um mentiroso no flagra?

Através de gestos e movimentos que o homem faz, o especialista garante que qualquer mulher pode pegar um mentiroso no pulo! Veja como através desses 4 sinais que os homens podem emitir quando estão mentindo, segundo o que Cavalli explica:

1 - O olhar é confuso

Uma pessoa que está se sentindo pressionada para contar algo que ela não quer, normalmente começa a desviar o olhar.

Publicidade
Publicidade

Ele vai ficar olhando de um lado para o outro durante toda a conversa, como se estivesse incomodado. Isso significa que está muito nervoso e se este sinal estiver em conjunto com outros também suspeitos, pode indicar que seu parceiro supostamente está mentindo.

2 - São muitos os gestos

O corpo fala pela pessoa quando ela está nervosa e quando alguém está mentindo e está nervosa, é normal por exemplo, ela fazer movimentos como levantar um ombro só enquanto tenta se explicar ou ela pode mexer os pés ou mãos de maneira repetida. Esses sinais, assim também como outros similares, indicam o quanto a pessoa está incomodada e louca para sair daquela situação.

3 - Fala três vezes sobre a mesma coisa

Segundo o especialista, o número oficial dos mentirosos é o três. Isso porque quando uma pessoa quer que você acredite no que ela está dizendo, repete sobre o mesmo assunto pelo menos três vezes.

Publicidade

É uma tentativa de reforçar a #MENTIRA e fazer com que ela pareça ser uma verdade e muitas vezes, até mesmo o próprio mentiroso tenta e quer acreditar na própria lorota.

4 - Põe a mão na boca

Assim como quando uma criança conta uma mentira, o homem adulto tende a fazer o mesmo gesto, só que de forma meio que inconsciente. Porém, a diferença é que esse toque da mão pode ocorrer em outra parte da cabeça como por exemplo nos cabelos, no nariz, no queixo ou até mesmo na orelha.