Nesse momento no qual não só o povo brasileiro clama por justiça, mas o mundo, devido a tantas denúncias de corrupção, mais do que nunca se torna necessário o trabalho dos profissionais ligados à cadeira de Direito.

No catolicismo, o dia 19 de maio está ligado a #Santo Ivo, padroeiro dos #advogados, cuja alcunha é "advogado dos pobres", por ter cursado a matéria, especializando-se em Direito Civil e Direito Canônico (relativo às normas idealizadas e amparadas pela Igreja, para a regência da ordenação cristã e seus membros). Santo Ivo é o Patrono dos advogados, pois foi uma espécie de "Robin Hood" do Direito, defendendo os menos abonados contra os poderosos, sendo assim muito respeitado por essa atitude.

Publicidade
Publicidade

Seguindo a linha do bom advogado, proferiu uma de suas célebres frases: "Jura-me que sua causa é justa e eu a defenderei gratuitamente.”.

Santo Ivo foi elevado à categoria de Santo da Igreja Católica em 1347.

O Dia da Defensoria Pública, entidade destinada a estabelecer o acesso de todos à Justiça garantida pelo Estado aos cidadãos menos favorecidos, é também comemorado na data de hoje, inspirado em Santo Ivo.Na nossa Constituição, o artigo 134 define bem o significado da Defensoria Pública: "A Defensoria Pública é instituição permanente, essencial à função jurisdicional do Estado, incumbindo-lhe, como expressão e instrumento do regime democrático, fundamentalmente, a orientação jurídica, a promoção dos direitos humanos e a defesa, em todos os graus, judicial e extrajudicial, dos direitos individuais e coletivos, de forma integral e gratuita, aos necessitados, na forma do inciso LXXIV do art.

Publicidade

5º desta Constituição Federal. (Redação dada pela Emenda Constitucional nº 80, de 2014)”.

No Brasil, o curso de Direito está associado às Ciências Humanas. O advogado será um dos responsáveis pela aplicação das leis vigentes. O exame para a Ordem dos Advogados do Brasil é obrigatório, e seu propósito é a constatação de que o candidato a advogado possui capacidade para exercer seu ofício. É realizado três vezes por ano, consistindo em duas provas, sendo que a primeira é objetiva, com 80 questões, e a segunda é prática, com 4 questões.

Nas universidades, a duração média é de cinco anos, e você pode se especializar em Direito administrativo, ambiental, da tecnologia da informação, do consumidor, propriedade intelectual, entre outros. Poderá seguir carreira também como Juiz, Defensor Público e Desembargador se optar por concursos públicos. #Catolicismo