O mundo vive hoje o tempo da informação. Mesmo assim, algumas pessoas acabam não dando atenção a coisas simples do dia a dia, deixando de evitar doenças e até mesmo uma indesejada gravidez. É certo que ser mãe é o sonho de muitas mulheres, mas, no geral, todas gostam de planejar esse momento.

Alguns cuidados que deixam de ser tomados ou são desconhecidos podem facilitar que todo o planejamento vá por água abaixo. A seguir, separamos seis formas que podem fazer com que a mulher engravide ou que aumentam as chances de uma #gravidez indesejada, e, provavelmente, o leitor não tinha a menor ideia.

1 - Abrir a camisinha com os dentes

Essa dica também vale para as doenças sexualmente transmissíveis.

Publicidade
Publicidade

Não se deve abrir um preservativo com os dentes ou com um tesoura. A maioria deles já vem com uma área para fazer a abertura. Caso não venha, apesar do momento íntimo, tenha calma e abra com cuidado. Usar os dentes ou um objeto cortante pode furar camisinha.

2 – Ter relação sem o uso de preservativo na fase da menstruação

Isso é muito comum entre as mulheres. Algumas acreditam que nessa fase não é possível ficar grávida, mas é sim. Isso porque os espermatozoides até não conseguem penetrar no óvulo, mas eles ficam vivos no corpo por até cinco dias. Ou seja, uma relação sexual que aconteceu hoje pode gerar uma gravidez na semana que vem quando a mulher entrar na fase fértil. É por isso que, mesmo casadas, as mulheres, especialmente aquelas que não querem ter filhos, devem usar sempre a camisinha.

Publicidade

3 - Lubrificantes à base de óleo

Essa dica é realmente pouco conhecida entre as pessoas. Não se deve usar óleos lubrificantes em conjunto com o preservativo. É que esse produtos tem substâncias que podem reagir com o látex da camisinha e abrir pequenos buracos por onde o sêmen masculino pode passar. Por isso que, além da camisinha, os médicos recomendam o uso de outros métodos anticoncepcionais em conjunto.

4 - A pílula do dia seguinte não faz milagre

A maioria das pesquisas aponta que tomar a pílula previne em até 95% as chances de ficar grávida, mas ainda existem os outros 5%. Por isso, o medicamento somente deve ser tomado em último caso, como, por exemplo, se a camisinha acabar estourando.

5 - Engravidar estando grávida

Esse fenômeno é raro e tem nome, superfetação. Apesar de ser incrivelmente raro, uma mulher grávida pode engravidar de um segundo filho se manter relação sexual sem proteção. Isso acontece quando a mulher não para de ovular na gravidez.

6 - Mesmo tomando anticoncepcionais regularmente, a mulher ainda pode engravidar

Os medicamentos anticoncepcionais têm 1% de risco de não serem eficazes. Apesar de 99% de eficiência ser um número alto, não dá para ter certeza. Dessa forma, usar dois métodos contraceptivos em conjunto é o mais indicado. #FaltadeCuidado #Curiosidades