Não é difícil entender que a prostituição é bem diferente das outras atividades [VIDEO] profissionais. Para começo de conversa, trata-se de uma atividade sujeita a um enorme estigma social na maior parte das sociedades existentes. Além disso, o relacionamento entre cliente e prestador de serviço acontece em condições bem diferentes daquelas que marcam as outras profissões. Por conta dessas diferenças, as #prostitutas têm contato com realidades que a maior parte das pessoas não conhece ou não entende. Entre as coisas que as prostitutas gostariam de dizer às pessoas, mas geralmente não dizem por medo da reação delas, estão as sete listadas a seguir:

1 - Muitos clientes tratam mal as prostitutas

Além do estigma associado à prostituição na maior parte das culturas, muitos clientes tratam as prostitutas como lixo ou como objetos descartáveis, cuja única razão de ser é dar-lhes prazer.

Publicidade
Publicidade

2 - Boa parte dos bordéis são negligentes quanto à higiene

Não deveria surpreender ninguém, mas há prostíbulos [VIDEO]que economizam na higiene. Em vez de lavadas depois de usadas por um cliente, as toalhas são simplesmente colocadas para secar no sol e depois colocadas à disposição do próximo cliente. As roupas de cama, por sua vez, são raramente trocadas. A verdade é que, se esses estabelecimentos puderem se dar bem usando esses truques, a maioria deles provavelmente o fará.

3 - O papel da prostituta não é ficar inflando o ego do cliente

É evidente que acaba havendo algum componente social no contato entre cliente e prostituta, a qual provavelmente tentará tornar a interação tão agradável quanto possível para ambos. Não quer dizer, porém, prostitutas tenham obrigação de alimentar o ego dos clientes, rir de piadas ruins e ouvir histórias chatas.

Publicidade

4 - Muitas prostitutas secretamente desaprovam a traição

Muitas das #garotas de programa secretamente desaprovam os homens que façam uso dos serviços delas para trair a namorada ou a mulher.

5 - Só porque a prostituta e o cliente estão fazendo sexo juntos não quer dizer que ela está interessada na vida pessoal dele

A intimidade física do sexo não necessariamente corresponde a uma intimidade emocional, especialmente no caso das prostitutas, que fazem disso uma tarefa profissional. Assim sendo, é bem provável que elas não estejam interessadas em detalhes íntimos da vida dos clientes.

6 - Fazer sexo por dinheiro é menos divertido do que se pode pensar

Por mais que alguém goste de sexo, ter que fazê-lo como trabalho várias vezes por dia, pode ser torturante às vezes.

7 - Prostituta não é escrava sexual

O fato do cara ser um cliente não quer dizer que a prostituta tenha que fazer tudo o que ele quer.