O #beijo é um dos atos mais associados à intimidade romântica. Ainda assim, nem todo mundo consegue beijar bem. Como quase tudo envolvendo romance, ato sexual, desejo, etc., o beijo depende de uma mistura de instinto e técnica na qual algumas pessoas se saem melhor (até muito melhor) do que outras. Algumas dicas, porém, podem ser bem úteis na hora do beijo. Confira:

1 - A pressa é inimiga da perfeição - e dos bons beijos

Como um bom beijo depende da interação de dois indivíduos que podem ser muito diferentes e ter gostos distintos quanto à intensidade e aos ritmos do beijo, o melhor é começar com calma, devagar e com movimentos leves para sentir o comportamento e a preferência do parceiro.

Publicidade
Publicidade

2 - Manter a calma nessa hora

Ir com muita sede ao pote, por assim dizer, pode estragar a experiência do parceiro. Movimentos suaves com a língua e em sentidos diferentes para evitar criar uma situação de monotonia são algumas dicas.

3 - Manter o senso de propriedade

Por senso de propriedade, entenda-se aquilo que é apropriado e adequado a determinadas circunstâncias. Certas demonstrações públicas de afeto podem constranger o companheiro e devem ser guardadas para momentos de intimidade do casal.

4 - Conter os exageros

Coisas como mover a língua muito rápido, abrir a boca demais como se quisesse engolir o parceiro e outros exageros devem ser evitados. Prolongar muito o beijo também pode ser uma furada. Intercalar beijos mais longos com selinhos e/ou conversa, pode ser uma boa ideia. Evidentemente, as reações do parceiro podem ser um guia útil.

Publicidade

5 - Usar todo o corpo

Embora o beijo na boca/de língua seja um momento especial, ele não abrange tudo que se pode fazer durante o beijo. Beijar outras partes do corpo do parceiro, por exemplo, pescoço e bochechas, e usar as mãos para fazer carícias são procedimentos que podem ajudar a tornar a experiência ainda melhor para ambos.

6 - Hidratar os lábios

Lançar mão de um hidratante labial, especialmente nos dias mais secos, pode ser uma ótima ideia. Não é exatamente uma sensação das mais agradáveis beijar lábios ressacados. Outra ideia que pode valer a pena colocar em prática é dormir com pomadas hidratantes - daquelas colocadas em queimaduras de pele ou em assaduras de bebé- cobrindo os lábios.

7 - Espontaneidade

As regrinhas e dicas vão só até um ponto. Na hora H, é necessário prestar atenção às reações do parceiro, sentir o momento e deixar que os instintos ajam. Com um pouco de sorte, a experiência será boa para ambos.