O #beijo é um dos gestos mais ligados ao romantismo. Ele é uma boa oportunidade para fortalecer o vínculo entre os membros do casal e pode ser imensamente prazeroso para ambos. Muitos homens e mulheres cometem erros durante o beijo, mas tudo bem, afinal, é fazendo que se aprende. Entre os erros mais comuns cometidos pelas mulheres estão os sete listados logo a seguir:

1 - Com a língua

A língua é um recurso de que se pode lançar mão nos beijos mais 'calientes'. Só não se deve abusar na frequência do uso dela ou exagerar na movimentação sob pena de tornar as coisas chatas para o parceiro.

2 - Tocá-lo

Muitas mulheres agem de uma maneira muito retraída quando se trata de acariciar ou abraçar o parceiro durante o beijo.

Publicidade
Publicidade

Não deveriam: esses gestos podem acrescentar um bocado à experiência do beijo. Claro, que eles devem ser espontâneos, parte do fluxo, do desenrolar do beijo. A intuição e a espontaneidade, temperadas, claro, pelo bom senso, costumam ser boas guias na execução do beijo.

3 - Pedra que rola não cria limo

Sim, a boca e partes associadas a ela, como por exemplo, a língua, têm papel importantíssimo no beijo, mas nem por isso o resto do corpo deve ficar parado, inerte, petrificado. Contudo, talvez pelo nervosismo, é o que acontece com muitas mulheres. Pode acabar parecendo que elas não estão verdadeiramente engajadas no momento ou não confiam o bastante no parceiro para se entregarem no beijo.

4 - Não se apresse

Como em outras atividades, também no beijo a pressa é inimiga da perfeição. Especialmente em público, pegar pesado e ir com muita sede ao pote pode acabar sendo contraproducente.

Publicidade

5 - Beijos de dormir

Muitas mulheres acham divertido e carinhoso o gesto de beijar os namorados nos lábios ou na bochecha com a boca fechada. Para muitos homens, contudo, parece muito mais um beijo de avó em neto, algo sem nenhuma sensualidade. Provavelmente, o melhor é evitar quando se trata do namorado e deixá-los para os netos, quando vierem.

6 - Mordidas

As mordidas durante o beijo são um recurso bem quente e por isso devem ser usados de maneira dosada quando já se chegou no território da intimidade. É preciso, entre outras coisas, tomar cuidado para não exagerar e machucar o parceiro - sem falar que as marcas deixadas pelo exagero podem suscitar perguntas embaraçosas para o parceiro.

7 - Variedade é o tempero da vida

Tanto quanto possível, deve-se evitar ficar sempre repetindo o mesmo tipo de beijo. Sim, beijo com língua é legal, beijo molhado é divertido, mordidinhas são 'calientes', mas repita-se indefinidamente o mesmo tipo de beijo e, por melhor que ele seja, a chatice e a previsibilidade impor-se-ão e roubarão um pouco da diversão.