Algumas situações do dia a dia podem dizer muito sobre uma pessoa. Dependendo dos hábitos de alguém, essa pessoa pode ter mais ou menos chance de contrair uma determinada doença. Algo muito comum na vida das pessoas é o fato delas se sentirem constrangidas a irem ao banheiro após um ato sexual. Isso, muitas vezes, também acontece porque a pessoa, simplesmente, não quer deixar o parceiro sozinho depois desse momento tão importante da vida. O que muita gente não sabe é que, dependendo da situação, isso pode causar doenças sérias. Muitas estão relacionadas a infecções sérias, que podem atingir os órgãos genitais.

Por isso, estar ciente dos métodos de higiene e atitudes corretas após o ato sexual é tão importante.

Publicidade
Publicidade

Segundo especialistas, os primeiros sinais de que o corpo está enviando uma mensagem de que existe algo errado são ardência, infecções e dores no órgão genital. Para tratar dessa situação que dá tensão em milhares de pessoas, o programa 'Bem Estar' fez uma matéria a respeito dessa temática. A atração da Rede Globo decidiu entrevistar médicos que estão acostumados em lidar com esse tipo de problemas todos os dias e, no geral, elas foram claros em uma ordem aos pacientes, a de não segurar a urina após o ato a dois.

Um dos médicos entrevistados pelo 'Bem Estar' foi o ginecologista José Bento. Ele, ao lado de outros especialistas, explicou que a uretra feminina é muito curta e, por isso, nela, as infecções são mais oportunistas. As bactérias e fungos podem aparecer com mais facilidade nelas e, dessa forma, o cuidado precisa ser ainda mais minucioso.

Publicidade

Veja algumas dicas para não pegar doenças com facilidade após o ato sexual

Uma das dicas é não prender a urina após o sexo. O ato de urinar funciona como uma espécie se sistema autolimpante natural. Ao sair pela uretra, o líquido do xixi faz uma espécie de limpeza e diminui os riscos de ter uma infecção. A depilação completa da mulher também pode trazer riscos, já que os pelos são protetores naturais do corpo e funcionam como verdadeiros guardiões para manter a imunidade da região. Quando a região vaginal fica sem pelos, a chance de infecções também é maior. Ainda sobre prender o xixi, os médicos garantem que fazendo isso, a mulher traz mais ricos na hora do atrito sexual e também quando existe a gravidez. O mau hábito também pode trazer doenças para a bexiga, como a bartolinite.

Um outro hábito comum entre as pessoas é usar roupas molhadas após atividades físicas ou banhos em praias ou piscinas. Esse hábito pode trazer a candidíase. #Curiosidades