A maioria das mulheres sabem desde muito jovens a importância de ir ao ginecologista com uma certa frequência. Quando ocorre a primeira menstruação, muitas mães levam as suas filhas ao ginecologista para uma consulta, e depois são elas mesmas quem decide quando será o próximo retorno. Especialistas indicam que o ideal mesmo é deixar que as próprias meninas criem o hábito [VIDEO]de marcarem as consultas de forma independente, sem a ajuda da mãe, para poderem criar confiança.

Nesse artigo, listamos 6 coisas importantes que os ginecologistas gostariam de lembrar às mulheres

1. Demorar muito para retornar ao consultório pode virar um problema:muitas mulheres não [VIDEO] criam o habito de consultar o seu ginecologista com frequência, o que pode ocasionar muitas vezes uma automedicação errada.

Publicidade
Publicidade

A correria do dia a dia e a falta de tempo fazem com que as mulheres procurem o médico somente quando o problema já está incomodando, e às vezes isto pode ser tarde.

2. Melhor não esperar ter a primeira relação sexual para ir ao consultório: é importante que desde cedo a #Mulher tenha o costume de ir ao ginecologista, e não esperar pela primeira relação sexual. O correto é levar as meninas ao consultório desde a primeira menstruação e marcar consultas pelo menos uma vez ao ano para que o médico possa acompanhar o seu desenvolvimento e diagnosticar o mais cedo possível futuros problemas (caso venha acontecer).

3. Não é preciso ter vergonha de contar o que sente: por muitas vezes as mulheres sentem vergonha ou medo de contar sobre o que estão sentindo ao ginecologista. Lembre-se de que aquele esse é o trabalho dele, e não está ali para julgar seus hábitos ou atitudes.

Publicidade

Sempre procure dizer ao ginecologista tudo que faz e está sentindo, pois quanto mais informações ele tiver, mais precisos serão os diagnósticos.

4. Mais atenção quando lhe oferecem produtos milagrosos para a região íntima: existem mulheres que gostam de comprar vários produtos para a região íntima, especialmente os cheiros diversos. E o mercado oferece diversos níveis de qualidades e aromas, nem sempre o que demtologicamente fazem bem, e isso pode ocasionar certos desiquilíbrios na flora vaginal, aumentando o risco de contrair fungos e bactérias. A maneira mais eficaz de manter a região intima limpa e saudável é apenas higienizar com água e sabão neutro.

5. Não precisa ficar se desculpando por não ter se depilado: o seu ginecologista definitivamente não se importa se você está depilada ou não. Não é necessário que você peça desculpas por ter esquecido de depilar as pernas, virilhas ou qualquer outra parte do seu corpo.

6. Buscar informação para um autoexame na internet: com o avanço da tecnologia, muitas mulheres buscam tratamentos e informações por meio de sites, e conversas online que podem não ser o mais confiável, visto que cada mulher possui um organismo diferente, o que gera um resultado diferente para cada uma.

Publicidade

Procurar um profissional imediatamente quando não estiver bem é a maneira ideal de solucionar seus problemas e sanar suas dúvidas. #Curiosidades #Saúde