Gosto não se discute, diz o velho adágio, mas Julian De Silva, cirurgião plástico londrino especializado em rostos, não parece concordar muito com a ideia. Ele resolveu definir como seria o rosto feminino perfeito e, com este fim em mente, analisou as mudanças pedidas por mil de suas clientes nos últimos dez anos. O resultado final tomou emprestadas características de nove célebres mulheres, que, além de conhecidas por seus talentos artísticos, são renomadas por sua beleza.

Os lábios foram fornecidos pela atriz Penélope Cruz. O nariz é o de Kate Middleton, Duquesa de Cambridge, esposa do Príncipe William e futura rainha do Reino Unido.

Publicidade
Publicidade

Segundo o cirurgião, o nariz dela é muito apreciado pelas mulheres que se apresentam a ele para serem submetidas a cirurgias plásticas por ter tamanho e formato considerados ideais. A cantora Miley Cyrus, a ex-Hanna Montana, contribuiu com a testa para a criação do doutor De Silva. Outra atriz-cantora que teve sua fase inocente em seriados da Disney, mas anda botando para quebrar ultimamente, Selena Gomez, forneceu o queixo, que, segundo o profissional médico, é um dos mais pedidos pelas mulheres a seus cuidados. A modelo e atriz britânica Keira Knightley, que participou do filme da Liga da Justiça, entrou com os olhos. O maxilar dessa idealização da beleza feminina ficou por conta da cantora americana de carreira longeva Cher. Em vez de entrar com seus icônicos lábios, a atriz Angeline Jolie contribuiu com suas belas bochechas.

Publicidade

Jennifer Lopez, a cantora estadunidense de ascendência porto-riquenha conhecida por muitos como J.Lo (lê-se "djei-lou") forneceu as sobrancelhas. A atriz Reese Witherspoon, que estrelou, entre outros sucessos, o filme Legalmente Loira, contribuiu com a linda pele.

Evidentemente, tendo tantas opções de mulheres bonitas e famosas das quais podia escolher traços, podendo lhe escolher o que lhe parecesse melhor de cada uma, não havia como o rosto resultante não ser atraente para a esmagadora maioria dos seres humanos. Contudo, ainda há, no mínimo, dois questionamentos que certamente podem ser feitos. O primeiro é se o doutor De Silva realmente achou um rosto superior a todos os outros rostos femininos existentes. O segundo é se as escolhas de traços fisionômicos acima relatadas foram realmente guiadas por um padrão de beleza verdadeiramente objetivo ou se só refletem o gosto do próprio médico - por mais que ele negue isso - e de suas pacientes, as quais, convenha-se, são uma amostra comparativamente limitada da espécie humana ou mesmo do gênero feminino. #Ciência #Mulher