Os conteúdos adultos são cercados por grandes polêmicas e tabus. Muitas pessoas veem esse tipo de conteúdo como algo sujo e errado, porém, é preciso lembrar também que os conteúdos +18 podem ajudar no autoconhecimento e ainda ajudar muitos casais em sua vida íntima, basta apenas que se disponibilize mais informações acerca do assunto

Mesmo com tanto preconceito, a indústria de conteúdos eróticos cresce consideravelmente e isso se deve em parte a facilidade que a tecnologia e a internet proporcionam à propagação deste tipo de conteúdo. Atualmente, é mais fácil e rápido acessar esse tipo de conteúdo do que era a 15 ou 20 anos atrás.

Publicidade
Publicidade

Além disso, um pequeno grupo de pessoas está começando a entender que esse tipo de conteúdo pode trazer algumas vantagens pessoais, tais como aprendizado sobre conteúdos sexuais e melhora nos relacionamentos. Mesmo que esteja aumentando consideravelmente os acessos aos conteúdos adultos ainda há muitas coisas sobre o mundo +18 que as pessoas nem imaginam. Confira.

  • Como já dito, a internet expandiu muito os conteúdos eróticos, como forma de adaptarem-se ao mundo moderno muitas companhias de conteúdo adulto migraram para a internet. O número de sites destinados a esse tipo de conteúdo é surpreendente. Há dados de que, em cada oito sites, um é destinado para o conteúdo adulto, assim, de cada quatro pesquisas que são feitas na rede, uma está relacionada direta ou indiretamente aos conteúdos eróticos, seja na busca por produtos, filmes, vídeos ou atores/atrizes. Estima-se que o número de sites com conteúdos adulto chegue a 12% do conteúdo total da internet. Além disso, as mulheres estão cada vez mais acessando esse tipo de conteúdo, e isso se deve ao fato de as mulheres estarem cada vez mais empenhadas a fazerem o que querem fazer, porém, os homens ainda lideram no ranking de quem acessa mais. Elas estão entre 25% e 33% do público.
  • O mundo todo produz e fatura muito com essa indústria, exceto na Coréia do Norte e no Irã, onde você pode ser condenado à pena de morte, caso se relacione com conteúdos adultos. Em contrapartida a esses dois países, os Estados Unidos produzem muitos filmes adultos e lideram o ranking mundial.
  • Enquanto em alguns países os conteúdos adultos são abomináveis, como os países que citamos no item anterior, há outros onde é totalmente liberal, como é o caso do Japão.

É importante mostrar que as pessoas que trabalham na indústria adulta ainda sofrem muito preconceito socialmente falando, porém, é preciso lembrar que se trata de um ramo comum e que rende muito dinheiro.

Publicidade

Em parcelas, esse preconceito pode estar ligado ao fato de que falar desta profissão ainda é considerado algo sujo e proibido, assim, não se fala sobre a profissão e ela ainda é vista de maneira muito ruim. #Curiosidades