Anualmente, milhares e milhares de casais decidem se casar oficialmente. Porém, muitos dos que decidiram se unir em matrimônio, acabam se separando. Eles não conseguem levar o #Casamento por muito tempo.

Existem duas coisas, comprovadas cientificamente, que todos os casais deveriam fazer para manter o casamento por muitos e muitos anos.

Para chegar a essa conclusão, os psicólogos John Gottman e Julie Gottman realizaram um estudo com casais. Através desse estudo, eles buscavam compreender o motivo do sucesso e do fracaso dos relacionamentos dos entrevistados.

Eles chegaram a uma conclusão que pode parecer muito óbvia, porém, o motivo do sucesso, nem sempre é praticado pelos casais.

Publicidade
Publicidade

De acordo com a pesquisa proposta pelos psicólogos, o resultado conclusivo é que para que um #Relacionamento dure até o fim da vida, é preciso que exista bondade e generosidade entre o casal.

Como eles chegaram a essa conclusão?

Os psicólogos criaram um laboratório que recebeu o nome de O Laboratório do Amor (The Lab Love). E foi exatamente nesse laboratório do amor que 130 casais voluntários passaram a realizar as tarefas mais corriqueiras do dia a dia, como cozinhar, comer e limpar. Enquanto eles praticavam normalmente essas coisas, John e Julie observavam cada detalhe e analisavam.

Quando o estudo chegou ao final, eles conseguiram classificar os casais e essa classificação acabou os dividindo em dois grupos: desastres e mestres.

Os casais foram liberados e, após seis anos, Julie e John chamaram-nos novamente para uma nova análise.

Publicidade

Os que pertenciam ao grupo “desastre” continuavam juntos, porém, conviviam de forma infeliz e alguns já não estavam mais juntos. Entretanto, os que faziam parte do grupo “mestre”, continuaram juntos e tinham uma vida feliz e saudável.

A conclusão dos cientistas foi a de que os casais que praticavam a generosidade e bondade tinham um relacionamento mais saudável e feliz.

Responder perguntas rotineiras com rispidez é algo que machuca a outra pessoa e, com o tempo, provoca um grande desgaste no relacionamento.

Os casais que pertenciam ao grupo “desastre” tinham esse tipo de atitude e, provavelmente, o tratamento inadequado que davam ao seu parceiro pode ter sido um dos principais motivos da separação.

Os casais que pertenciam ao grupo “mestres” praticavam a generosidade e bondade. Mesmo quando uma pergunta parecia “fútil”, eles sempre respondiam com amor e ternura.

Que tal praticar essas duas coisas e com o tempo observar as mudanças que poderão acontecer em seu casamento? #Como salvar meu casamento