Provavelmente você já tenha lido por aí sobre algumas #pessoas que morreram por causas naturais depois de perder o amor da vida.

No país de Gales, um caso assim chamou atenção do mundo quando uma senhora de 80 anos faleceu. Seu nome era Margaret Williams e ela era casada a mais de 60 anos. Segundo o site da BBC, o casal, apesar da idade, ainda mantinha o romantismo e caminhava pelo jardim de mãos dadas. Quando Margaret morreu, Edmund escreveu um poema lindo que foi lido durante seu velório.

Uma semana depois da perda da esposa, Edmund veio a falecer.

Helen Felumlee, de Ohio, EUA, casada com Kenneth por 70 anos, também faleceu primeiro que seu marido, mas, apenas 15 horas depois, ele também morreu.

Publicidade
Publicidade

A filha do casal contou que eles tinham 90 anos e que sabia que quando um partisse, o outro iria também.

Morrer de amor envolve companheirismo

Mas, se você pensa que apenas o amor de um homem e uma mulher podem levar o outra a morrer, enganou-se. Um caso muito comentado foi o de Debbie Reynolds, a famosa diva de Hollywood, que morreu um dia depois de perder sua filha, Carrie Fisher.

De acordo com declarações de seu filho mais novo, Todd Fisher, as últimas palavras de Debbie foram: "Eu sinto tanto falta que quero estar com Carrie." Poucas horas depois, morreu de um ataque cardíaco.

Será que o sofrimento de perda é capaz de levar uma pessoa a morrer?

Segundo a #Ciência, sim.

Publicidade

A síndrome que recebe o nome de 'coração partido' é, na verdade, um súbito ataque cardíaco causado por fortes emoções a eventos que criam intenso estresse.

Essa doença do músculo cardíaco pode surgir de forma súbita, após a pessoa passar por uma situação emocional inesperada.

Uma pesquisa publicada no JAMA Internal Medicine revelou que, apesar de rara, foi confirmado que o número de idosos que tiveram ataque cardíaco, ou que sofreram algum acidente vascular cerebral, é muito mais comum nos casos em que tiveram uma grande perda, normalmente, a morte do cônjuge.

Um dos autores da pesquisa, Sunil Shah disse que o luto pode ter um efeito muito doloroso à saúde do coração, levando algumas pessoas a morte.

A fundação Britânica explica que é uma condição temporária em que o músculo cardíaco de repente começa a se enfraquecer e perder a resistência, entrando em choque.

Essa tensão também já foi relatada em casos em que a pessoa passou por um grande susto. Porém, muitas pessoas nesses casos se recuperam após alguns minutos e tudo volta ao normal. #Curiosidades