Gwyneth Montenegro, de 39 anos, é uma ex-garota de programa que revelou em seu livro"10, 000 Men and Counting", publicado em 2014, em inglês, que foi para a cama com aproximadamente 10 mil homens. No livro ela conta que já chegou a ganhar o equivalente aR$ 7 mil reais em uma só noite.

Após 12 anos trabalhando na indústria do #Entretenimento adulto, vivendo na Austrália, ela está surpreendendo a todos ao revelar em que os homens realmente estão interessados. Gwyneth conta que grande parte de seus clientes não gostavam de aventuras sexuais ou fantasias loucas. Segundo ela, na maioria das vezes era algo comum. Depois de ter relações com ela, muitos deles se sentiam valorizados.

Publicidade
Publicidade

Mas também tinha alguns desses que gostavam apenas de uma boa conversa, de ter alguém para escutá-los.

Mas a história de vida de Gwyneth também seria um capítulo à parte. Aos 21 anos, começou a trabalhar como garota de programa. Gwyneth também conta no livro que foi vítima de um estupro coletivo, quando estava se divertindo em uma balada, aos 18 anos, e sua bebida foi adulterada com drogas. Então ela foi levada para um lugar desconhecido, onde cerca de 8 homens a estupraram naquele dia. Ela ainda revela que era virgem, e que sua intenção era se guardando para seu marido. Na sua história de vida, o abuso foi algo que a fez sentir-se sem valor algum.

Mais tarde, optou por levar a vida nesta profissão.E também descreve sua primeira experiência como garota de programa. "Depois da primeira vez como garota de programa, em que você recebe pelos serviços, você não pode voltar atrás.

Publicidade

Eu me senti suja, e só então, eu consegui compartimentar e mudar o que eu sentia", contou ela. Garota de programa por mais de uma década, ela não tinha coragem de abandonar a grande quantidade de dinheiro que recebia, além dos luxos, como algumas roupas de marcas e viagens. R$ 3 mil reais era o que ela recebia para ir para a cama com músicos, políticos, e advogados.

Aos 29 anos de idade, ela tornou-se piloto comercial com licença. Mas devido a problemas de saúde, não conseguiu mais aprovação médica para continuar com sua licença, o que fez ela voltar a ser garota de programa.

Mas a aposentadoria veio anos mais tarde, aos 33 anos, quando ela abandonou de vez a carreira, e formou-se em psicoterapia.

Em 2014, sentiu que era chegada a hora de escreveu sua história de vida no livro Gwyneth gostaria que essa história escrita por mim superasse as barreiras do preconceito, que as pessoas têm da #industria adulta, e que seria uma forma de mostrar que também são seres humanos, destaca. #prostituição