Às vezes, os caminhos da vida de amigos de juventude divergem e nunca mais se encontram novamente. Há casos, contudo, em que velhos amigos se reencontram mais à frente. O caso de Sue e Gordon, dois britânicos, é um desse tipo. Amigos na adolescência, separaram-se depois de deixar o colégio e acabaram encontrando-se novamente 34 anos depois. A amizade reatada acabou virando amor. Depois de cinco meses de namoro, no Boxing Day (feriado no dia seguinte ao Natal) de 2015, Gordon, oficial da polícia, pediu Sue, uma gerente de vendas, em matrimônio, e ela aceitou. Em agosto do ano seguinte, no dia 19, se casaram. Sem que Susan soubesse, ele preparou esplendorosas núpcias com direito a uma viagem de helicóptero do casal para o local da cerimônia de matrimônio.

Publicidade
Publicidade

Infelizmente no dia 16 de dezembro, apenas quatro meses depois do grande dia, Sue desmaiou em Londres, onde estava a trabalho, depois que uma artéria em seu cérebro rompeu-se. Ela diz não se lembrar do que aconteceu, mas foi levada para o King’s College Hospital, onde foi enviada para a UTI. Depois de uma cirurgia de emergência, que salvou sua vida, ela ficou totalmente cega do olho direito e com visão apenas parcial no olho esquerdo. Quando ela acordou, os médicos disseram que ela provavelmente tinha uma artéria frágil no cérebro desde quando nasceu e que ela poderia ter se rompido em qualquer momento. Apesar dos problemas nos olhos, ela diz que se recuperou bem, o que nem sempre acontece com vítimas de aneurisma cerebral.

Gordon, ao chegar ao hospital, soube que a esposa tivera uma hemorragia maciça no cérebro e que havia um enorme risco de ela não resistir.

Publicidade

Ele disse que ouvir isso e ver a esposa no leito do hospital reduziu seu mundo a pó. Durante as três semanas seguintes, até a esposa ter alta em 11 de janeiro de 2017, ele dormiu nas cadeiras de plástico da sala de espera do hospital, em um hotel na vizinhança ou vinha de casa, no condado de Essex, para visitá-la sempre que possível. "Eu não queria sair de perto dela", explica Gordon.

Depois de uma segunda cirurgia, espera-se que ela vá recuperar alguma visão no olho direito. Admirado com o ótimo tratamento que Sue recebeu, ele decidiu pagar de volta o quanto o tratamento custou ao sistema público de saúde, o NHS. Ele tem organizado esforços de arrecadação - em um deles, deixou que uma das filhas de Sue, raspasse sua cabeça na sua escola primária. Até agora, ele arrecadou mais de duas mil e seiscentas libras (quase onze mil reais), o que corresponde a cerca de um quarto de sua meta.

Interessante é que Sue diz que não havia nem um pouco de atração entre ela e Gordon quando eram amigos na adolescência. No entanto, quando se reencontraram, em um churrasco promovido por um amigo deles, ela disse que logo viu que ele era sua alma gêmea. Ele, por sua vez, disse que logo que a viu soube que ela era a mulher com que ele iria se casar. #Casamento