Recentemente, uma pesquisa realizada pelo International Impotence Research e divulgada pelo jornal britânico 'The Sun' revelou o tamanho médio dos pênis ao redor do mundo.

A pesquisa, que visava mapear a população masculina e constatar qual o tamanho médio dos pênis em estágio ereto, deu o que falar nas redes sociais e, embora comprovada cientificamente, continua causando um burburinho mundial nas rodas de conversas.

De acordo com a pesquisa, a média mundial do comprimento peniano ereto é de 13,6 centímetros. Realizada em cerca de 50 países em todos os continentes, a pesquisa traz os homens da República do Congo como os mais bem dotados, ostentando a primeira colocação, referente a média nacional de 18 centímetros.

Publicidade
Publicidade

O segundo lugar, ficou com o Equador, que apresenta uma média respeitável de 17,5 centímetros. Em terceiro lugar, encontra-se a Bélgica, com 16,2 centímetros, seguida pela França, que traz uma média de 16 centímetros nos pênis eretos,.

O Brasil, que surpreendeu, se saiu bem pesquisa, se encontra na quinta colocação, com uma média nacional de 15,7 centímetros. Nas últimas colocações, encontram-se os países asiáticos, sendo eles: China, com uma média de 10,9 centímetros, Índia, com 10,1 centímetro, Camboja com 10 centímetros e em último lugar a Coreia, com uma média de 9,3 centímetros em estágio ereto.

Tamanho é documento?

Uma frase muito repetida e questionada, acaba de ser desmistificada pelo experiente ginecologista Valter Almeida Ferreira Jorge, que explica detalhes sobre a 'importância' do tamanho do pênis durante a atividade sexual.

Publicidade

De acordo com o especialista, as vaginas possuem diferentes fomas, porém, são cavidades elásticas, ou seja, se adaptam bem a diferentes formas e tamanhos, não tendo que ser 'preenchida' por um membro de tamanho avantajado, como muitos acreditam.

Segundo o doutor Valter Almeida, embora a vagina, por natureza, seja elástica e facilmente adaptável quando estimulada na atividade sexual, a relação íntima com um parceiro de pênis de tamanhos exagerados e bastante fora da média, pode causar desconforto durante a penetração e ocasionar em pequenos e grandes sangramentos, levando até mesmo lesões no útero.

Para uma maior facilidade e segurança durante a relação sexual [VIDEO], o ginecologista recomenda que, além de usarem camisinha, o casal, que ainda não se conhece ou não tem um bom entrosamento entre quatro paredes, faça uso de lubrificantes e pomadas, que visem um maior conforto durante a penetração. #tamanho é documento #órgão masculino #aparelho sexual