Muita gente não tem consciência, mas durante as relações amorosas há grandes chances de acontecer algumas lesões. Quando elas acontecem, o motivo não é o local que se pratica e sim da maneira que se faz. É isso que disse uma pesquisa da Universidade de Indiana, nos Estados Unidos, dirigida por Debby Herbenick, autora do livro "Great in Bed".

Ela disse que “quando as pessoas abusam de locais com suportes que não estão acostumados, como uma mesa de algum lugar ou a pia de um avião, ou quando ficam de pé, a chance de um acidente é muito maior do que apenas uma posição mais complicada.”

Essas lesões variam de fraturas penianas a tensões no músculo do órgão.

Publicidade
Publicidade

Veja quatro posições que podem levar o #Homem a correr esse risco:

O homem de pé e a mulher na bancada

A relação amorosa espontânea muita vezes acontece quando o homem e a mulher estão de frente e em pé. Assim, o homem toma liberdade de iniciar a relação sexual.

Mas com movimentos rigorosos, pode haver a ruptura dos vasos cheios de sangue durante a relação e causar a fratura peniana. Isso vale para todas as posições em que homem fique de pé ou forçando as pontas dos seus pés, fazendo muita força sobre a panturrilha. Isso faz com que o pênis colida com um osso, ou com o próprio suporte que estão usando.

Relações usando bola de borracha

As bolas de ginástica muito utilizadas em pilates, que as mulheres sempre usam para treinar, também são usadas por alguns durante a relação sexual. Mesmo sendo instável, ela tem uma comodidade capaz de deixar a relação ainda mais picante.

Publicidade

Essa posição é conhecida como swiss ball blitz.

A mulher senta na bola e coloca os pés no chão e o homem encaixa entre suas pernas. O grande risco nesse caso está relacionado à instabilidade, já que sempre vai haver fratura no órgão masculino quando ele sair totalmente e voltar a penetrar.

Posição da vaqueira

Nessa posição, o homem deita de costas e a mulher senta em cima dele, mas, ao invés dela se inclinar para frente e a apoiar no peito do homem, ela se inclina para trás. Assim como um joelho ou cotovelo, o pênis quando inclinado ereto pode ser hiperestendido. Colocando pressão sobre seu eixo, a chance é ainda maior.

Posição do pula-pula

Essa seria quase uma clássica posição “papai e mamãe” ou até o “missionário”, só que com uma diferença: de pé. O homem segura todo o peso da mulher sobre o seu órgão, inclinando-a para frente e para trás, flexionando seu joelho para que aconteça a penetração. As posições acrobáticas como essa, além de causar dor nas costas e detenções no corpo, podem acarretar problemas no pênis. #UniversoMasculino #PosicoesPerigosas