Após policiais federais fazerem muito sucesso na internet e ficarem conhecidos como “lenhador da federal” e “japonês da federal”, novamente uma autoridade atuante nas operações políticas ganha evidência.

Na operação para o depoimento do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, houve um novo policial que se destacou na escolta.

Enquanto #Lula estava sendo escoltado para dar seu depoimento ao juiz Sergio Moro, as atenções também eram direcionadas para quem estava realizando essa escolta, no caso, o policial federal Jorge Chastalo.

O policial federal que acompanhava o ex-presidente Lula, foi notado quase que instantaneamente.

Publicidade
Publicidade

Bastou aparecer por apenas um instante e os comentários de internautas já começavam a ser postados as pencas.

Com corpo forte, cabelo e barba da moda, o agente federal não conseguiu passar despercebido. Comparado ao apresentador e modelo, Rodrigo Hilbert, o policial foi nomeado como “gato da federal”.

Usando uniforme preto como qualquer outro policial que realiza escoltas, o “gato da federal” conseguiu chamar a atenção enquanto realizava seu trabalho de levar Lula até o prédio da justiça federal, onde aconteceu o interrogatório.

Comentários na internet falando que o rapaz é realmente muito bonito, e que as pessoas gostariam de serem presas por eles foram frequentes, até mesmo repetitivos.

O agente não se pronunciou sobre os comentários e a possível fama. Mas sabe-se que o “gato da federal” é integrante do Grupo de Pronta Intervenção da #Polícia Federal (GPI).

Publicidade

Ele é discreto e não gosta de aparecer.

Jorge Chastalo é o nome dele, mas o gato não tem o mínimo interesse em se tornar uma pessoa pública. Mesmo muito elogiado e requisitado pela mídia nacional, Chastalo não dá nenhum pronunciamento.

Você lembra dos outros policiais federais famosos?

Em 40 fases da operação, esse é o terceiro policial fortemente notado pela população e internautas. Já surgiram outras autoridades que se tornaram personalidades após participarem de alguma parte do processo.

Nilton Ishi foi o conhecido “japonês da federal”, que foi ovacionado pelos internautas e virou até tema de marchinha no carnaval carioca. Mas ganhou repercussão negativa quando seu nome foi envolvido em crimes.

O “japonês da federal” foi acusado de crime de contrabando e condenado a usar tornozeleira eletrônica. Mas mesmo assim, continua atuante em operações federais.

Jorge Chastalo já foi fotografado outras vezes em diversas operações, inclusive ao lado de Nilton Ishi. Mas em disparado, o mais conhecido dos policiais federais que ganharam evidência na mídia, foi Lucas Valença, o famoso “lenhador da federal”.

Publicidade

Desde que apareceu na mídia, já virou uma espécie de sex symbol da web, ganhando milhões de seguidores em suas redes sociais desde que seu nome ganhou reconhecimento na mídia [VIDEO].

Posta diversas fotos que chamam a atenção de seus seguidores, conquistando novos olhares todos os dias. Valença aparece sem camisa e recebe diversos comentários sobre seu porte físico.

O policial federal Jorge Chastalo permanece em silêncio e não se pronunciou nem para assessoria de imprensa. A assessoria diz que não irão conseguir nenhuma informação vinda dele, por ele ter interesse em manter-se como pessoa anônima. Vamos ver se ele consegue manter isso por muito tempo. #Lava Jato