Que sexo é bom, a maioria sabe, mas o que poucas pessoas sabem são os benefícios que ele pode trazer à #Saúde. O ápice do ato é uma das sensações mais intensas e prazerosas entre homens e mulheres, e indica muito mais que o ato foi concluído com sucesso. Com o passar do tempo, estudiosos descobrem novos benefícios dessa reação orgânica; o ginecologista Neucenir Gallani afirma que este momento de prazer contribui para a qualidade de vida de homens e mulheres, além de melhorar o humor.

Um estudo feito pela universidade de São Paulo mostrou que 70% das pessoas entrevistadas praticam menos o ato do que falam em pesquisas ou em rodas de conversas, então seguem alguns estímulos trazidos pela ciência e pelos especialistas para incentivar a mudar esta situação.

Publicidade
Publicidade

Diminui dores de cabeça

Muitos parceiros afirmam não querer sexo, pois está com dor de cabeça, segundo Neucenir, algumas substancias, como a endorfina, são liberadas durante o ato sexual. Esta substancia diminui a percepção da dor e relaxa a musculatura, melhorando assim também o humor.

Melhora a pele

Cientistas da Universidade Queens, no Reino Unido, concluíram que a prática logo pela manhã é um ótimo aliado para manter a beleza e a juventude, devido ao aumento dos hormônios estrogênio, testosterona entre outros, que estão ligados ao aspecto dos cabelos e pele.

Alivia os sintomas da tpm

Segundo especialistas, movimentos realizados durante a relação relaxam os órgãos internos, causando assim em algumas mulheres a diminuição do mal estar na fase pré menstrual. Vale a pena ressaltar que nem todas as mulheres têm essa disposição na TPM , então, melhor não forçar.

Publicidade

Alivia o estresse

Um estudo escocês publicado a pouco tempo na revista Biological Psychology mostrou que o orgasmo tende a diminuir o estresse; os especialistas ressaltam que a prática não deve ser encarada como remédio calmante, mas sim como auxiliar, uma vez que quando isso acontece, hormônios do estresse diminuem a atividade.

Faz bem para o coração

Pesquisa aponta que problemas de coração e até a morte súbita, causada por esses problemas, é mais comum com homens que tem níveis baixos ou moderados da prática sexual. Esta pesquisa foi realizada pela Universidade de Bristol, localizada na Grã-Bretanha, com cerca de 3 mil homens entre 40 e 60 anos de idade e, após 20 anos de estudo, concluiu que a prática sexual frequente pode influenciar na diminuição de infartos fatais e derrames.

Perda de calorias

A associação Americana de Educadores e Terapeutas sexuais afirma que meia hora de sexo queima em media 85 calorias. Então se você não tem paciência para outras atividades físicas, já sabe.

Aumenta o nível de anticorpos

A Wilkes University, realizou um estudo que mostrou que ter relações sexuais frequentemente pode aumentar o nivel de Iga que protege o organismo de infecções, gripes e resfriados. #Curiosidade #vocesabia