A traição é um assunto que gera muita divergência de opinião, principalmente se entrar em pauta a questão de quais os motivos que levam alguém a trair. Bom, isso nem mesmo a ciência explica.

Afinal, o ato de trair envolve várias questões tanto emocionais quanto de caráter e há também quem acredite que traição nada mais é que ponto de vista. A fidelidade é um assunto delicado quando se está em um #Relacionamento.

Para alguns, a traição só existe se chegar as vias de fato, ou seja, se manter relações sexuais ou contato íntimo com outra pessoa sem o consentimento do parceiro. Mas, para outros, algumas atitudes consideradas inocentes contam como traição.

Publicidade
Publicidade

Neste artigo foram consultados alguns especialistas. tais como: o psiquiatra, escritor e doutor em Ciências Médicas Eduardo Ferreira-Santos; o psiquiatra, psicoterapeuta e coordenador do Grupo de Psicoterapia sobre Gêneros para Homens e para Mulheres do Instituto de Psiquiatria do Hospital das Clínicas de São Paulo, Luiz Cuschnir, e a psicóloga e autora dos livros "A Coragem de Crescer" (Ed. Ágora) e "Vida a Dois" (Ed. Mandarim) Maria de Melo.

Com base nessa consultoria, foram identificadas dez coisas que podem ser consideradas como traição, mas que na realidade não deveriam. Confira:

Flertar

Por mais inocente que isso possa parecer, muitas pessoas consideram um simples flerte como traição. Mas, se a situação não passa de troca de olhares e não existe nenhuma intenção de se envolver com outra pessoa, não há problema algum.

Publicidade

Além de elevar a autoestima, a prática pode até servir para impulsionar a libido do casal.

Ver filmes eróticos

A indústria de entretenimento para adultos está cada vez mais acessível e isso acaba facilitando o seu consumo. Acessar conteúdos eróticos é cada vez mais comum entre homens e mulheres.

Este fato não deveria ser encarado como traição desde que não influencie negativamente na vida do casal. Além do mais, esse tipo de conteúdo pode abrir portas para conversas sobre a intimidade do casal e facilitar a manifestação de fantasias.

Sair com os amigos

Este tipo de programa quase sempre se torna motivo para brigas nos relacionamentos e pode se tornar algo ainda pior se o parceiro for controlador ou inseguro. Embora a nossa cultura pregue que quando se está em um relacionamento os dois se tornam um só, perder a individualidade pode acabar sufocando o parceiro e até pôr fim ao relacionamento.

Manter contato com ex

Isto é muito comum principalmente quando se tem filhos, pois haverá necessidade constante de contato.

Publicidade

Nessa situação, a aceitação se torna algo obrigatório e por incrível que pareça, cada vez mais ex-casais conseguem manter a amizade depois do fim do relacionamento amoroso.

Obviamente, as intenções de ambos devem ser levadas em conta. Se houver algo que possa desestabilizar o relacionamento atual, deve ser conversado entre o casal.

Curtidas e elogios nas redes sociais

Vivemos na era digital, estamos cada vez mais expostos as redes sociais e é natural que uma foto ou outra chame a atenção. Comentar ou curtir coisas de outras pessoas para alguns se torna um problema, mas se o comentário não tem segundas intenções, a questão não deveria tomar outra proporção.

Olhar para alguém

Quando se depara com alguém atraente, é quase automático olhar e muitas vezes simplesmente se olha sem qualquer outro motivo. Acusar alguém de ter a intenção de trair ou de ter traído por esta atitude é algo imaturo.

Pode acontecer do companheiro ou companheira já ter histórico de atitudes desrespeitosas, mas, neste caso, o mais viável é repensar o relacionamento ao invés de acusar.

Encarar um amigo do seu par como concorrente

A maior parte das pessoas carrega consigo amizades que surgiram antes do relacionamento amoroso, mas alguns têm dificuldade em aceitar esse fato. Se seu par não lhe conta tudo sobre suas amizades, não se preocupe. Certas coisas devem ficar apenas entre amigos.

Usar brinquedos adultos

O ato de se tocar usando brinquedos eróticos ou não é um exercício de autoconhecimento. Além do mais, pessoas que estão dispostas a conhecer o próprio corpo têm maior tendência a querer desvendar os mistérios do corpo do parceiro também.

Brincadeiras com colegas de trabalho

As pessoas passam a maior parte do dia no ambiente de trabalho e nada mais normal que desenvolver amizades, algumas com um pouco mais de intimidade que outras. Porém, o fato do seu parceiro fazer piadinhas ou gracejos alguns até com uma dose extra de duplo sentido não quer dizer que ele tem a intenção ou esteja lhe traindo.

Ter fantasias com outras pessoas

Fantasiar situações com outra pessoa é uma circunstância da sexualidade do ser humano e só diz respeito a quem a imagina. Fantasiar é uma coisa, realizar essas fantasias é outra bem diferente.

Esta atitude só começa a ser vista como um problema caso se torne algo indispensável para manter as relações entre o casal. No mais, é algo comum. #infidelidade #Curiosidades