A #maconha sempre gerou e ainda gera muita polêmica, desde sua legalização em diversos países até o seu uso como tratamento medicinal em problemas de saúde. A droga é acompanhada por muitos tabus e mitos, onde é deixado de mencionado que diversas figuras históricas usavam a maconha como lazer, entre elas Shakespeare, Joana d'Arc, os antigos faraós egípcios, Colombo e até George Washington.

Apesar de a droga apresentar indícios de seu uso durante diversos séculos, fica difícil saber exatamente quando o seu uso se originou, apresentando algumas teorias de que possa ter sido em 2727 a.C. Confira alguns fatos sobre a maconha que talvez você não saiba:

1) A maconha traz benefícios à saúde

A droga faz parte de alguns tratamentos médicos na medicina alternativa.

Publicidade
Publicidade

Em alguns casos de doenças crônicas são utilizados medicamentos com alguma quantidade da droga. Ela também fornece benefícios comprovado ao alívio de dores ocasionadas por doenças como câncer e o glaucoma.

2) É uma droga leve

Ao intitular maconha como droga, logo as pessoas já associam como algo ruim e prejudicial, onde ocasionará o fim da vida de alguém ou a deixando arruinada. Entretanto, a maconha é uma droga muito leve, sendo considerada a overdose impossível. Seria necessário fumar 300 mil cigarros em meia hora para sofrer uma overdose. Porém, em média, se leva cerca de 5 minutos ou mais para fumar um #cigarro, tornando assim impossível fumar a quantia de 300 mil cigarros em 30 minutos.

3) Outras formas de uso

A maconha não se aplica somente para o uso próprio ou no campo da medicina.

Publicidade

Em uma pesquisa realizada em 2012, que tentava descobrir como as esculturas da Ilha da Páscoa foram carregadas até lá, concluíram após os estudos que foram utilizadas cordas feitas de maconha para o transporte das estátuas.

4) Ela age diferente no organismo feminino do que do masculino:

Uma pesquisa feita este ano analisou os efeitos da cannabis em ratos. O resultado do estudo apontou que as fêmeas reagem à droga de forma mais potencial. Elas também têm mais facilidade em desenvolver tolerância à droga, podendo ocasionar a dependência.

5) Camisinha de maconha

Apesar de a camisinha ser muito utilizada, não apresenta uma experiência totalmente prazerosa se o uso fosse sem ela. Por isso, as empresas investem em publicidade e novas ideias para melhorar o produto, como sabores, cores e cheiros. Foi pensando na inovação que a empresa Multi High, em Amsterdã, na Holanda, começou a vender as novas camisinhas de maconha. O produto é chamado de Cannadom, sendo a união do nome cannabis e condom (camisinha em inglês). Uma caixa dos preservativos de maconha, contendo 50 unidades, custa cerca de R$ 129,00, sendo que a cor deles é verde e seu gosto é de maconha.

É importante ressaltar que este artigo não esta fazendo apologia ao uso da droga, apenas abordando alguns fatos a respeito dela. #drogas