Quando se fala em #Infância, a primeira coisa que se vem na cabeça são as #brincadeiras. Elas são sempre o maior passatempo das #crianças e adolescentes. Sair na rua e ficar brincando até tarde com os amigos, infelizmente, já não é mais possível em muitas cidades do Brasil.

São nas brincadeiras que a garotada se descobre, se desenvolve e interage com diversos tipos de pessoas. As descobertas feitas nesse tipo de atividade trazem benefícios para a saúde mental e física dos pequenos.

Muitos pedagogos dizem que é brincando que se aprende a ler, a dividir, as formas, a matemática e até mesmo a viver em sociedade e respeitar as opiniões e pessoas que são diferentes do nosso modo de pensar.

Publicidade
Publicidade

Quando a criança está passando da fase infantil para a puberdade, alguns probleminhas vão aparecendo e a convivência com a família vai se tornando muitas vezes mais difícil. nessa fase, os pré-adolescentes costumam ter 'brincadeirinhas diferenciadas' das que tinham na infância. Confira:

1- Pera, uva, maçã, salada mista: Uma brincadeira bastante conhecida há muitos anos. Certamente você e até sua mãe ou pai já brincaram. Nela, um dos jogadores fica de olhos vendados, enquanto os outros fazem fila para saber se a pessoa vai querer uma das quatro frutas.

Ao escolher salada mista, os participantes devem dar um selinho. Muitas pessoas já faziam este tipo de brincadeira na esperança de conseguir dar aquele beijinho no amado ou amada.

2 - Verdade ou consequência: No jogo, girava-se uma garrafa no meio de um círculo de pessoas sentadas.

Publicidade

Quando a garrafa para, a ponta do gargalho fica para quem pergunta, e o fundo para quem deve escolher entre as duas opções: a verdade, onde o jogador tem que responder somente a verdade sobre algum questionamento, ou a consequência, em que se deve pagar um mico, ou como se falava antigamente, uma "prenda".

3 - O gato mia: A brincadeira é uma fusão de esconde-esconde e pega-pega, mas com o “pegador” de olhos vendados. Então, o que estava com os olhos cobertos precisava tocar em outra pessoa, passando assim a função.

4 - Duro ou mole: Apenas de nome malicioso, este é um dos jogos mais inocentes. De forma bem simples, o jogo é resumido em uma pessoa ser o "Poderoso". Depois é preciso que ele corra atrás dos outros participantes para tocar neles e passar o poder.

5- Dança das cadeiras: A mais maliciosa de todas, todo mundo um dia já brincou da dança das cadeiras com a intenção ou de sentar no colo de alguém quando a música parar, ou de ver alguém cair no chão.