Ao contrário do que se poderia pensar inicialmente, o consumo de #Cerveja pode até ser bom para o seu bem-estar. Tal como informa o site “Notícias ao Minuto”, depois de um #estudo realizado por especialistas da Universidade de Greenwich, no Reino Unido, conseguiu se concluir que a cerveja pode ter o poder de conseguir reduzir a dor sentida por alguém em 25%, algo que por vezes o remédio tradicional não consegue. “A descoberta sugere que o álcool é um analgésico efetivo que oferece reduções clinicamente revelantes dos níveis de intensidade da dor”, afirmou o estudo, depois dos vários testes e análises realizados pela mesma equipe.

De fato, a cerveja continua sendo uma das bebidas alcoólicas mais consumidas em todo o mundo, especialmente quando se fala dos jovens que estão nesse momento estudando nas universidades.

Publicidade
Publicidade

Sendo normalmente mais barata que o restante, a cerveja é cada vez mais a primeira opção dos jovens. Contudo, se como toda a bebida alcoólica pode ser altamente prejudicial para a vida de alguém, a verdade é que, se consumida de forma moderada, pode até trazer alguns benefícios, que até agora eram desconhecidos pela maioria das pessoas.

“O álcool pode ser comparado a drogas opioides, como a codeína, e seu efeito é ainda mais poderoso que o do paracetamol”, garantiu o principal responsável por essa longa pesquisa, como garante o site “Notícias ao Minuto”. De fato, os pesquisadores rapidamente perceberam o enorme poder analgésico que a cerveja pode trazer para quem a bebe.

Apesar disso, e como já referido no texto, é sempre necessário ter especial cuidado com a quantidade de álcool que se vai beber.

Publicidade

Os mesmos especialistas do estudo afirmam que esse efeito forte da cerveja explica muito bem por que cada vez mais pessoas consomem a bebida para se livrarem de vários tipos de dores, muitas vezes se viciando e fazendo com que novos problemas de #Saúde, alguns até mais graves, possam surgir em um futuro próximo.

Nas redes sociais, o estudo acabou sendo comentado, sendo que muitos jovens afirmam que vão mostrar essa novidade aos seus pais, talvez para que eles possam perceber que a cerveja não é assim tão ruim como eles pensam, principalmente em certos momentos mais complicados. O que acha dessa descoberta um pouco insólita? É daquelas pessoas que não conseguem estar um dia sem uma cerveja? Pensa que é mais saudável beber um pouco de cerveja do que estar engolindo remédios? Deixe sua opinião embaixo, na caixinha de comentários.