Pessoas cruéis infelizmente ainda existem e se manifestam em qualquer época do ano. Nessa última sexta-feira do feriado de Corpus Christi, um comentário feito na rede social Facebook vem causando revolta entre os internautas pela falta de tato e compaixão.

A internauta Estela Martins fez um comentário de má fé em uma notícia que o “Jornal Extra” publicou em sua pagina anunciando a morte da #cantora de forró Eliza Clivia.

Em seu comentário, Estela demonstrou um certo 'alívio' ao dizer que "o planeta se livrou de mais uma pecadora nordestina". Foi com essas palavras que a mulher julgou a cantora de forró, ex-integrante da banda “Cavaleiros do Forró”.

Publicidade
Publicidade

Estela ainda disse que a morte foi um castigo merecido, já que a artista frequentava muitas festas e vivia cheia de luxúria.

A internauta completou dizendo que não tem nenhuma piedade em relação à morte da cantora, pois ela estava apenas recebendo a punição de Deus por tê-lo desafiado e desobedecido. Ela finalizou a frase usando a expressão “foi tarde”.

Comentário causa ira na internet

Depois do comentário, não demorou muito para que os outros internautas reprovassem o comportamento da moça, que diz ser uma 'cristã'. Estela foi criticada por outros religiosos, que disseram que ela não deveria usar o nome de Deus em vão.

Um fã de Eliza Clivia também comentou a publicação, dizendo que ela iria "morrer com o próprio veneno”. Outra internauta também disse que o comentário de Estela era ridículo e que quem estaria cometendo um pecado era ela, por reverenciar a morte de um semelhante.

Publicidade

Ainda apareceram internautas sem nenhuma paciência, que a agrediram verbalmente.

Preconceito?

Muitas pessoas enxergaram o comentário de Estela como um claro preconceito ao povo nordestino.

A cantora de forró Eliza Clivia, de 36 anos, morreu em um acidente de carro, na última sexta-feira, em Aracaju, no Sergipe. Marido da artista paraibana, o baterista Sérgio Ramos também morreu no acidente. Os outros três ocupantes do veículo foram identificados como João Paulo Tavares da Silva, Cleberton José dos Santos e Paulo Texeira de Carvalho. Eles foram encaminhados para unidades de saúde na região.

O veículo bateu de frente com um ônibus em um cruzamento que fica no centro da cidade.

#Morre #2017