É até difícil de acreditar que nos dias de hoje a #Coreia do Norte consiga se manter tão isolada do mundo.

Governada desde 2011 por Kim Jong, o terceiro olho choca o planeta com acontecimentos bizarros. Uma das estratégias do líder é garantir punições rigorosas para os criminosos. Até aí você pode até achar justo, mas o problema é que várias coisas simples do cotidiano são crimes gravíssimos no País. Veja abaixo que coisas são essas.

Dormir durante uma reunião

Nem mesmo quem tem um cargo poderoso pode se livrar da pena capital. O próprio ministro da defesa da Coreia do Norte, um dos cargos mais importantes do governo, foi executado publicamente com um tiro de bateria antiaérea.

Publicidade
Publicidade

Isso porque ele dormiu durante uma reunião

Liberdade religiosa

Ela simplesmente não existe na Coreia do Norte, a fim de evitar o surgimento de possíveis revolucionários. No passado, um norte-americano ficou 5 meses na cadeia depois de esquecer uma Bíblia em um restaurante.

Ser parente de um criminoso

Na Coreia do Norte, ser familiar de criminoso, por si só, já é automaticamente considerado crime. Eles entendem que, em suas veias, "corre sangue criminoso".

Ter o mesmo nome do Presidente

#Kim Jong-un é o nome do atual ditador da Coreia do Norte e ninguém mais pode ter esse nome por lá.

Um ano antes dele assumiu o poder no lugar de seu falecido pai, a proibição começou a vigorar. Quem tivesse o mesmo nome deveria procurar as autoridades para tratar de mudar. Isso acontece porque o regime totalitário do país faz o culto à personalidade dos líderes, que é tido como "Líder Supremo".

Publicidade

Escolher sua própria profissão

Quem escolhe seu trabalho é o próprio governo do País, após a conclusão do serviço militar. Quem desafiar essa escolha corre risco de não ser morto, mas ir para algum campo de trabalho forçado.

Umbigo de fora

Qualquer ato que traga instintos sexuais são proibidos, a fim de se manter a ordem na nação.

Músicas e filmes internacionais

Mídia estrangeira é proibida, e quem tiver um filme pirata será considerado "inimigo do Estado".

Pornografia e prostituição

Se até um filme já é proibido, imagine materiais pornográficos então. A prostituição também é duramente reprimida e atividades desse tipo são consideradas formas aceleradas de capitalismo, logo, são reprimidos com prisão ou execução.

Dirigir

Só os funcionários do governo podem ter carteira de motorista e carros. Estimativas apontam que apenas uma em cada cem pessoas no País tem um carro. As mulheres também são proibidas de dirigir, embora possam ser guardas de trânsito.

Fazer ligações telefônicas internacionais

Ligar para alguém fora do país pode dar até #pena de morte.

Publicidade

São inúmeros casos de fuzilamentos por essa razão, já que o governo considera o ato como espionagem .

Viagens internacionais

Qualquer cidadão norte-coreano que pensar em viajar de férias para o exterior está fadado ao trabalho forçado ou mesmo ao fuzilamento.

Navegar na internet

Pode esquecer o seu Facebook e Twitter. Se você for morar na Coreia do Norte, mandar e-mail então nem pensar! E na internet só tem propaganda estatal.

Veja o vídeo: